Sarah Poncio defende cearense mãe biológica de Josué: 'Vítima também, assim como eu'

Influenciadora digital revelou que mãe biológica da criança foi enganada e pediu o fim dos ataques à família do menino

Escrito por Redação,

Zoeira
Sarah Poncio e Josué
Legenda: Ela falou que a cearense não fez nenhuma ruindade com o garoto, como lhe havia sido dito
Foto: Reprodução/Instagram

A influenciadora digital Sarah Poncio fez uma transmissão ao vivo nesta segunda-feira (27) no Instagram para explicar o motivo que fez Josué, que ela estava em processo de adoção com o ex-marido Jonathan Couto, voltar para a família biológica no Ceará, depois de uma decisão da Justiça do Estado. "Ela foi vítima também, assim como eu", referiu-se sobre a mãe da criança.

"Eu nunca tive contato direto com a família biológica, sempre tive pessoas que intermediavam. Foi assim até agora, que foi quando ele voltou. Quando ele voltou, comecei a ter contato direto. Fiz questão de vir aqui esclarecer, tanto pelas dúvidas até pelo bem-estar e segurança da família biológica, que vem sendo muito atacada e recebendo ameaças", iniciou Sarah.

"A história que ela [a mãe de Josué] conta é diferente da história que me contaram. Ela foi vítima também, assim como eu. Ela não fez nenhuma ruindade de abandonar [ele] e depois tomar. Quando ele veio para mim, o que chegou até mim, era que ele não tinha com quem ficar, que sofria maus-tratos. Não tinha para onde ir", continuou.

Ex-funcionária apresentou a criança ao ex-casal

Ela e o ex-marido, Jonathan Couto, conheceram o menino por meio de uma ex-funcionária da família, Cíntia, tia do garoto. "Isso mexeu muito comigo, como mãe. Eu só quis ajudar. Então falei para ela trazer o Josué e a gente dava um jeito. Não ia deixar a criança passar necessidade. Ele veio e foi passando os meses com a gente, se apegando", explicou.

Sarah falou com advogados, porque não tinha como matricular ou fazer o plano de saúde de Josué sem a guarda dele.

"As pessoas que estavam intermediando foram com os advogados e a Milena, mãe biológica, não quis assinar. A partir desse momento, eu comecei a achar estranho. Se fosse exatamente do jeito que tinham me contato, ela não agiria dessa forma. Se ela não quis assinar, a intenção dela não era de simplesmente abrir mão da criança, que tinham me falado", acrescentou.

Guarda do menino

A família Poncio tentou novamente conseguir a guarda, e descobriu que a mãe, Milena, queria a criança de volta.

"Muita gente veio me perguntar porque não briguei na Justiça. Eu não tinha nada dele! Ela é a mãe, ela tem a guarda. Não tinha nada protocolado. Eu sou obrigada a devolver e assim foi feito. A gente começou a ter esse contato direto com ela. Eu me surpreendi muito, ela tem outros filhos. Dois filhos, além do Josué. Eu recebi fotos e vídeos dele brincando com os irmãos, ele tem uma família biológica, que ama ele! Ver o cuidado da mãe biológica com ele, ela ama ele, cuida muito bem. Foi uma vítima, assim como eu. Seria injusto eu querer privar o Josué de receber o amor da própria mãe. A Milena também me considera família dele também. Fui vendo quão puro era o sentimento dela".

Proposta para ir ao Rio de Janeiro

De acordo com Sarah, Milena nunca lhe pediu dinheiro, só queria ver o filho e exercer o direito dela de mãe. "Ela lutou por ele desde o início, mas não chegou até mim. Ela tem conversas gravadas até! Implorando contato comigo e foi negado a ela. Ela não passou esses dois anos quieta. Ela tentou! Enfim, gente... É uma coisa muito complicada. Eu conversando com ela, eu vi o quanto ele está feliz e bem. Eu pedi para ela pensar, ela ficou de me dar uma resposta. Minha intenção hoje não é tirar o filho dela, quis propor para ela para trazê-la para o Rio. Vem ela, os irmãos... Ele tem esse direito", conta.

Também segundo a influenciadora digital, ela propôs que a família biológica vá para o Rio de Janeiro para que Josué possa conviver com as duas famílias.

"Por ele, eu vou fazer qualquer coisa. Não interessa. Minha intenção é o bem dele, seja a internet a favor ou contra. Eu não me importo se vocês me cancelarem, eu quero o bem dele, assim como ela quer o bem dele. Para ele poder viver com ambas as famílias em harmonia. Não é justo ele crescer achando que foi abandonado, que a família não queria ele. Ela falou que ia pensar. Eu espero que ela aceite. Eu trago ela para o Rio, quem ela quiser. Para ele poder crescer com meus filhos, que são irmãos dele, e os irmãos de sangue dele. As crianças não têm culpa disso", relatou.

Fim dos ataques

Durante a transmissão ao vivo, ela pediu o fim dos ataques à família biológica da criança. "Ela não consegue sair de casa com o Josué, as pessoas tiram foto. Eles não merecem passar por isso. Nós, como mães, passamos as coisas para os nossos filhos. Ela está dentro de casa. Eu queria que vocês me ajudassem, ajudem o Josué nisso. Não ataquem, não ameacem. Vamos fazer sempre o melhor para ele", finalizou.