Arquiteto que trocou de noivo 24h antes do casamento reata com ex: 'Medimos os prós e os contras'

Eder Meneghine e Dyl Reis devem anunciar a volta durante celebração de Réveillon. Familiares do casal são contra o relacionamento

Escrito por Redação,

Zoeira
Arquiteto Eder Meneghine e o ex-noivo Dyl Reis, com quem reatou
Legenda: Eder Meneghine e Dyl Reis planejam oficializar, de vez, a união em 2022
Foto: Divulgação

Após um casamento conturbado, com troca de noivo 24 horas antes da cerimônia, o arquiteto e decorador Eder Meneghine, de 60 anos, anunciou que vai reatar o relacionamento com o mineiro Dyl Reis, de 23 anos. O retorno deve ser anunciado durante a virada do ano. As informações são do G1.

Em setembro, Eder iria subir ao altar com Dyl, mas o casal desistiu do casamento em cima da hora, após um desentendimento.

Ainda assim, o arquiteto manteve a festa, para a qual gastou cerca de R$ 250 mil, e resolveu procurar o chefe de cozinha Hugo Oliveira, que mesmo após o fim da relação anterior, há quatro anos, continuou sendo o seu amigo. E o casamento aconteceu no Solar das Palmeiras Rio, na Ilha da Gigóia, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

“Foi uma decisão repentina, porque eu precisava dar continuidade a festa em respeito às pessoas que vieram de outros países, de outras cidades, que saíram das suas casas para me prestigiar. Mas quando acabou a cerimônia, o Hugo foi para a casa dele e eu fui pra minha. Não teve interesse das duas partes de oficializar a união”.

"Parceiro de vida"

Ao G1, Eder detalhou que a reaproximação com Dyl Reis ocorreu naturalmente e que ambos estão apaixonados, planejando o futuro, mas sem muitas cobranças.

“Você não sai de uma casa e deixa lá as suas roupas íntimas e não vai buscar. Ele ia lá em casa buscar as coisas dele, a gente começou a se falar pra resolver a situação e acabou acontecendo a reaproximação. Eu chamei ele pra jantar, nós medimos os prós e os contras e concordamos em voltar”, declarou ao portal de notícias.

Além de ter um companheiro no amor, o decorador também aponta Reis como um parceiro nos negócios, com quem pretende dividir alguns de seus empreendimentos. "Ele é um menino ótimo para assuntos administrativos, então vou colocá-lo para cuidar de alguns dos meus negócios".

Poucos dias após o casamento inusitado, porém, Eder chegou a acusar o então ex-companheiro de tentar dar um golpe no restaurante que possui, mas Dyl negou.

Eder Meneghini e Hugo Oliveira sorrindo durante cerimônia de casamento
Legenda: Eder Meneghini e Hugo Oliveira se casaram, mas não havia aproximação entre eles
Foto: Divulgação

Parentes contra o relacionamento

Apesar de se declarar "apaixonado", Meneghine afirmou ao G1 que parentes próximos dos dois não apoiam a retomada do relacionamento.

“Minha mãe é contra, a mãe dele é contra, minha tia é contra. Não tem ninguém que seja a favor, porque eles são muito conservadores. Por isso, ele foi passar o Natal com a família dele e eu passei com a minha”.

Apesar disso, o casal não se deixou abater e até planeja oficializar a união em 2022. “Para regularizar a união é muito difícil, muito burocrático, vai ficar pro ano que vem. Mas no ano novo vamos fazer um festão para os nossos amigos. Ainda não vai ser a cerimônia, mas vou apresentá-lo como meu parceiro de vida”, antecipou ao G1.

Embora tenha considerado a repercussão do casamento como algo "muito difícil" de lidar, Eder Meneguine defende que questões relacionadas ao amor devem ser resolvidas depressa. 

"Somos sobreviventes de uma pandemia e a vida é muito curta pra gente perseguir os nossos sentimentos de forma negativa. Abram o coração, não condenem atitudes alheias quando se trata de amor. A gente não sabe nem se vai estar vivo".