Whindersson Nunes revela fase aguda da depressão em especial da Netflix: 'seis meses sem fazer nada'

Artista estreou, nesta quinta-feira (3), o show de humor 'É De Mim Mesmo'

Escrito por Redação,

Zoeira
Legenda: Whindersson falou abertamente sobre meses com depressão e recuperação de cirurgia
Foto: reprodução/Netflix

O humorista Whindersson Nunes fez um desabafo, durante o espetáculo 'É De Mim Mesmo', sobre a depressão que enfrentou em 2019. As declarações do artista ficaram disponíveis junto com a produção, que estreou no catálogo da Netflix nesta quinta-feira (3).

Recordando a época, ele contou ter passado seis meses sem fazer nada. "Sem aparecer na TV, sem fazer vídeo, sem trabalhar... Estava mal mesmo. Não queria fazer nada. E o assunto era só esse", pontuou no palco.

A nova produção de Whindersson foi gravada no Teatro Amazonas, em Manaus, e traz algumas das reflexões sobre o cotidiano dele tanto como artista como pessoa comum.

O piauiense chegou a contar que a situação piorou logo após falar abertamente sobre a depressão ao programa 'Fantástico', da Rede Globo, em julho de 2019.

"Depois disso, tudo o que se falava de depressão, o povo falava: 'chama o Whindersson'. Que diabo é isso? Você ser o nome da depressão? Aí comecei a negar a ida nos programas de TV", comentou.

Cirurgia e pressão

Com isso, o humorista conta, a pressão da assessoria para que aparecesse em público se tornou crescente. Em contrapartida, ele também teve que lidar com uma cirurgia no ânus, o que não ajudou com o processe de recuperação da saúde mental.

"Um mês eu passei sem andar. Era deitado ou em pé, eu não podia nem sentar. Que a dor era terrível", explicou. 

Depois disso, ele chegou até a brincar com a situação. Sem poder sentar, disse que só participaria de um programa: o 'Domingão do Faustão'. "Só se for o Faustão. Fica nós dois em pé e eu não falo", brincou.

Ajuda de amigos

Nesse momento, a proximidade de amigos, ele explica, foi o que o ajudou a seguir em frente. Com o DJ Alok, por exemplo, a relação foi se estreitando cada vez mais.

"Ele é um cara sensacional, gente boa demais, umas das pessoas com o coração mais legal que eu já vi na minha vida. Ele queria ir lá em casa porque via que eu não queria sair. Ele queria me tirar de casa: 'vamos gravar, cara?', 'vamos conhecer o estúdio novo'", contou.

Por conta disso, Whindersson acabou gravando um remix da canção 'Girassol', que fez com Priscilla Alcântara. Segundo ele, o trabalho rendeu cerca de US$ 500 mil.

Além dele, no mesmo espetáculo Whindersson revelou que MC Guimê também foi fundamental para que ele ultrapassasse a fase difícil da doença.

Assuntos Relacionados