Em clima de tranquilidade, primeiro evento-teste do CE reúne cerca de 100 pessoas em Guaramiranga

O evento segue todos os protocolos; clima entre os convidados é de tranquilidade

Pessoas em Guaramiranga
Legenda: Evento-teste ocorre na noite desta sexta-feira (17)
Foto: Luana Severo / SVM

Primeiro evento-teste durante a pandemia de Covid-19 no Ceará, o Festival Jazz & Blues, em Guaramiranga, começou, na noite desta sexta-feira (17), com um público inferior ao permitido, tranquilidade e cumprimento de todos os protocolos sanitários.

Segundo o Diário do Nordeste apurou com a organização no local, cerca de 100 pessoas compareceram ao evento neste primeiro dia de programação. Estão autorizadas 200 pessoas.

Público
Legenda: Público utiliza máscara e segue protocolos de distanciamento
Foto: Luana Severo / SVM

Todos os convidados foram testados gratuitamente pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) para detecção do coronavírus. Segundo a Secretária Executiva da Cultura do Estado do Ceará, Luisa Cela, eles também serão monitorados após o evento, assim como todas as equipes de artistas e técnicos que trabalharam na ocasião.   

O resultado deste evento-teste definirá se novos poderão ocorrer. O município foi o primeiro a ter toda a população vacinada no Ceará.

Emoção de artistas no retorno 

Primeira a subir no palco, a banda Fladiana & Quarteto Jazzera apresentou uma canção que teve como processo criativo as experiências durante a pandemia. 

Fladiana & Quarteto Jazzer no palco do festival jazz & blues
Legenda: Fladiana & Quarteto Jazzer foram as primeiras a subir no palco
Foto: Fátima Holanda/Ascom Sesa

O artista Rômulo Santiago foi a segunda atração da noite, com um show em tributo a Raul de Souza. Ao Diário do Nordeste, ele relata a emoção de voltar aos palcos presencialmente, sentido o calor do público. 

"Eu acho que ser artista é exatamente essa troca de energia de que o público venha nos prestigiar e a gente possa mostrar aquilo de bom que a gente tá produzindo, que é a nossa arte", comenta. 

Para o cantor, que cantou pela primeira como artista principal do Festivla Jazz & Blues, o contato com as pessoas, sem ser em lives, "traz a nossa esperança e felicidade de volta".

Sonho realizado

A volta aos palcos na pandemia parecia distante para Marcos Lessa. O cantor, que fecha a noite do primeiro dia do festival com o show "Nature Boy - Tributo a Nat King Cole", realiza um sonho. 

"Voltar a cantar depois de me ver privado disso e trancado em casa transformou minha vida. A minha carreira se resumia a memórias. Eu chegava a sonhar com esse dia", desabafa. 

"Retornar e encontrar as pessoas faz a gente perceber cada vez mais que a magia da música se efetiva quando tem as pessoas presencialmente, o calor humano e a emoção de ver o que as pessoas estão sentindo", relata.

Esperança para eventos futuros 

De última hora, a fisioterapeuta maranhense Tamires Carvalho, 31, que mora atualmente em Quixeramobim, interior do Ceará, chegou ao festival com um grupo de amigas nesta sexta. A vontade de conhecer Guaramiranga se uniu a de comparecer pela primeira vez a um evento cultural na pandemia. 

Tamires destaca a organização do evento, que além de ser ao ar livre conta com cadeiras separadas corretamente por distanciamento social. Esse cenário, no entanto, ainda não era o ideal para o imaginário da fisioterapeuta.

"É bem diferente de antigamente, né. Tudo organizado, um público bem restrito. Eu não esperava que fosse assim, achei que não fosse ter cadeiras. Mas a segurança está muito reforçada", comenta. 

Segundo a fisioterapeuta, este primeiro evento aumenta as esperanças para outros no futuro. 

"Por eu ser profissional da linha de frente eu já estava ficando triste, né, com possibilidade de outra onda [de Covid-19]. Mas por estamos mais avançados na vacinação e se ficar tendo eventos como este, isso com certeza aumenta a esperança de outros", pondera. 

PROTOCOLO DO FESTIVAL

Seguindo orientações descritas no Protocolo de Eventos-Testes do Governo, o Festival Jazz & Blues. que acontece ao ar livre, fez uma série de exigências aos participantes, como, por exemplo: 

  • Ter tomado duas doses ou dose única de vacina contra a Covid-19 pelo menos 15 dias antes do evento. A comprovação é feita com o cartão de vacinação; 
  • Ter testado negativamente para a Covid-19 entre 48h e 24h antes; 
  • Informar dados pessoais para o monitoramento da Sesa; 
  • Usar máscara dos modelos PFF2 ou N95; 
  • Obedecer ao distanciamento social e aos tradicionais protocolos de biossegurança. 

ADAPTAÇÃO 

Para evitar trazer para o Ceará artistas de estados onde a pandemia, talvez, não esteja tão controlada, ou onde variantes como a Delta estejam se transmitindo com mais facilidade, a programação do Festival Jazz & Blues conta apenas com artistas locais

Além disso, segundo a diretora do festival, Maria Amélia Mamede., a decisão facilita substituições nas bandas caso os músicos testem positivo para a Covid-19. 

Para os que não vão poder participar de forma presencial, o festival é transmitido ao vivo no YouTube.

Veja programação do Festival Jazz & Blues Guaramiranga:

Sábado - 18/08 

Oficina de Baixo: Nélio Costa
Horário: 9h30
Local: YouTube

Hermano Falz e Pedro Façanha
Convidados: Willian Madeiro e Mário Nogueira
"Homenagem a Alberto Nepomuceno" (Prêmio Funarte Festivais de Música 2020)
Local: Igreja Matriz
Horário: 10h
Capacidade máxima: 30 pessoas 

Café no Tom: Idilva Germano 
Horário: 11h 
Local: YouTube

Oficina de Guitarra: Hermano Faltz 
Horário: 13h30
Local: YouTube 

Café no Tom: Adelson Viana, Nonato Lima e Zé do Norte
Horário: 15h
Local: YouTube

Liana Fonteles e Alvany Silva
"Homenagem a Alberto Nepomuceno" (Prêmio Funarte Festivais de Música 2020)
Horário: 16h
Onde: Igreja da Gruta
Capacidade máxima: 30 pessoas 

Daniel Sombra e Tiago Nogueira
"Homenagem a Alberto Nepomuceno" (Prêmio Funarte Festivais de Música 2020)
Local: Igreja da Gruta
Capacidade máxima: 30 pessoas 

Idilva Germano, Ricardo Bacelar, Adelson Viana, Nonato Lima e Zé do Norte
Horário: a partir das 19h30
Local: Cidade Jazz & Blues 

Eventos-teste no Ceará 

Eventos sociais com 200 pessoas em ambiente abertos estão liberados por decreto desde 26 julho no Ceará. A realização de eventos culturais em equipamentos públicos no Estado passou a valer em 23 de agosto. 

A Sesa, inclusive, chegou a abrir inscrições para propostas de eventos-testes no Ceará.

Proposições são analisadas pela pasta e pelos setores do Turismo e Planejamento do Estado. Serão autorizados eventos com até 150 pessoas em ambientes fechados e 300 em locais abertos. 

Modalidades que participarão dos eventos-testes:

  • Eventos sociais: casamentos; bodas; noivados; chá de bebê, chá revelação, chá de panela; aniversários; happy hours; churrascos; e formaturas.
  • Eventos corporativos: feira; reunião; conferência. 
  • Acadêmicos educacionais: congresso; simpósio; palestra; seminário; treinamento; curso; workshop; mesa redonda
  • Eventos culturais: festivais, shows, concertos musicais; apresentações de artes cênicas
  • (teatro, dança, circo); apresentações musicais; performances; sarau literário; lançamento de livros; exibição de filmes; exposições artísticas. 
Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?