Com novo lockdown, hotéis devem voltar a fechar as portas, diz presidente da ABIH-CE

Com média de ocupação de 30% em Fortaleza hoje, estabelecimentos devem suspender temporariamente as atividades mais uma vez à medida que hóspedes retornem

Legenda: Maioria dos hoteis em Fortaleza já estão fechados por falta de hóspedes, aponta ABIH-CE
Foto: Nilton Alves

Com a determinação de mais um lockdown em Fortaleza a partir desta sexta-feira (5) até 18 de março, os hotéis da Capital devem começar a fechar as portas na próxima semana, segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Ceará (ABIH- CE), Régis Medeiros. 

Igualmente como aconteceu no primeiro momento (de suspensão das atividades econômicas), vai acontecer que os hóspedes vão começar a sair, os que vêm vão começar a não vir e vamos até zero. No momento que deu zero, fecha o hotel, como aconteceu da outra vez. Um baque, um impacto gigante”, comentou Medeiros. 

A medida foi anunciada pelo governador Camilo Santana na noite desta quarta-feira (3), em transmissão ao vivo pelas redes sociais, ao lado do prefeito José Sarto e do secretário da Saúde, Dr. Cabeto. 

 

Durante as duas semanas, só poderão funcionar atividades econômicas consideradas essenciais. A restrição também foi recomendada aos municípios cearenses com situação sanitária mais crítica. Embora a medida não afete os hotéis diretamente, os estabelecimentos devem suspender as atividades por falta de hóspedes, como aconteceu no ano passado.

Atualmente, os hotéis de Fortaleza estão com cerca de 30% de ocupação. “Se pegarmos o exemplo do que aconteceu no ano passado, demorou uns cinco, seis dias até que o hotel zerasse a sua ocupação”, disse o presidente da ABIH-CE. 

Suspensão de contratos de trabalho

Régis Medeiros também afirmou que espera pela aprovação do programa de redução de jornadas e salários de funcionários. A expectativa é para que a medida seja reeditada e estendida por mais quatro meses, segundo sinalizações do Governo Federal.  

“Vamos ver quando o Governo Federal vai colocar isso realmente em prática. Espero que isso seja editado rapidamente para que os hotéis, logo a partir da próxima semana, possam colocar os funcionários na suspensão ou redução de carga horária. Porque fatalmente os hotéis vão fechar. De Fortaleza e todas as cidades que vão ter lockdown”, reforçou Medeiros. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios