Kate Moss, ex de Johnny Depp, nega que o ator tenha a empurrado de escadas

Depoimento ocorre nesta quarta-feira (25), em Fairfax, nos Estados Unidos

Escrito por Redação,

Zoeira
Kate Moss em depoimento no julgamento de Johnny Depp e Amber Heard
Legenda: Versão de Amber foi contestada por Kate Moss durante o julgamento de hoje.
Foto: Reprodução Instagram

A modelo Kate Moss, que testemunha a favor do ex-namorado Johnny Depp, negou já ter sido agredida por ele, durante julgamento de processo por difamação movido pelo ator contra a ex-mulher Amber Heard. A audiência ocorre, por vídeo, nesta quarta-feira (25), em Vírginia (EUA)

Kate foi chamada para testemunhar após ser citada por Amber em suposto episódio de agressão.

Ocorre que, durante depoimento no início do mês, a  Amber relatou que, ao ver a sua irmã ser "balançada" pelo ator enquanto estava de costas para uma escada, lembrou que ele já teria empurrado a modelo em situação supostamente semelhante.

Versão contestada

A versão foi contestada por Kate durante o julgamento de hoje. "Nós estávamos saindo do quarto e Johnny saiu antes de mim. Estava tendo uma tempestade. E, enquanto eu saia do quarto, eu escorreguei nos degraus e machuquei as minhas costas", afirmou.

"Eu gritei porque não sabia o que tinha acontecido, eu estava com dor. Ele voltou, me carregou para o quarto e me deu suporte", disse ao ser questionada  novamente pelos advogados se ela chegou a ser agredida pelo ator.

"Ele nunca me empurrou, chutou ou me jogou escadas abaixo", garantiu. 

Depp alega que a ex-esposa o difamou quando escreveu um artigo em dezembro de 2018 no jornal Washington Post sobre ser uma sobrevivente de violência doméstica. Ele entrou com uma ação de US$ 50 milhões contra ela, em 2018.

Assuntos Relacionados