Psicóloga afirma durante julgamento que Amber Heard foi estuprada por Johnny Depp

Declaração foi concedida em depoimento na última terça-feira (3)

Escrito por Redação,

Zoeira
Johnny Depp em julgamento
Legenda: Johnny Depp foi acusado de estuprar Amber Heard
Foto: ELIZABETH FRANTZ / POOL / AFP

Uma psicóloga prestou testemunho na última terça-feira (3) para o júri do caso envolvendo Amber Heard e Johnny Depp. Segundo ela, a atriz sofreu uma série de abusos por parte do ator e teria sido estuprada com uma garrafa.

O relato de Dawn Hudges, terapeuta de Amber Heard, foi baseado nas anotações feitas pela profissional ao longo do tratamento da paciente. Dessa forma, ela foi chamada pela defesa como testemunha.

Hudges afirmou que Depp era citado no consultório como controlador e ciumento, acusando Amber de manter casos com colegas de trabalho. A psicóloga revelou que o ator teria penetrado a atriz com uma garrafa durante uma briga.

"Quando o senhor Depp estava bêbado ou drogado, ele a jogava na cama, rasgava sua roupa e tentava fazer sexo com ela", afirmou a profissional.

Amber Heard, ex-mulher de Johnny Depp, depõe nesta quarta-feira (4) para júri do Estado norte-americano da Virgínia. No local, são ouvidas alegações de difamação que os atores apresentaram um contra o outro após um breve casamento.

Apesar do relato, Depp negou que tenha abusado fisicamente ou psicologicamente de Amber Heard. Entretanto, a psicóloga relata que as agressões eram recorrentes. 

Julgamento

As argumentações da defesa de Depp se encerraram na terça após afirmarem que a atriz teria mentido ao falar que foi vítima de violência doméstica.

Depp está processando Heard em US$ 50 milhões, afirmando que a atriz o difamou. Enquanto isso, Heard apresentou um outro processo de US$ 100 milhões de dólares, dizendo que Depp a difamou chamando-a de mentirosa.