Cantor Nego do Borel é indiciado por violência doméstica contra ex-namorada

O artista tem sido alvo de investigação no Rio de Janeiro após denúncia feita pela atriz Duda Reis

Nego do Borel em foto publicada no Instagram
Legenda: Nego do Borel negou as acusações em perfil nas redes sociais
Foto: reprodução/Instagram

O cantor Nego do Borel foi indiciado pelo crime de lesão corporal no âmbito da violência doméstica contra uma ex-namorada, a assessora Swellen Sauer. Segundo investigações concluídas na terça-feira (20), a jovem teria sofrido série de violências por parte do artista, assim como outra ex-companheira dele, a atriz Duda Reis.

A decisão foi da delegada Giselle do Espírito Santo, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), do Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Ela informou ao jornal Extra que as investigações começaram após a separação entre Nego do Borel e Duda.

Ainda em janeiro deste ano, Duda Reis narrou episódios vivenciados com Nego do Borel. A jovem o acusou de agressões físicas, estupro de vulnerável, ameaça, injúria, lesão corporal e alegou que teria contraído HPV por conta das traições recorrentes do artista.

Logo após o caso, Swellen Sauer também recorreu às redes sociais para denunciar Nego do Borel. Ela disse ter recebido um soco na costela em uma boate na época em que namoravam, além de uma tentativa de enforcamento com um carregador de celular.

"Me sentia dependente daquela relação por muitos motivos. Eu amava a família dele, meus pais moravam em outra cidade e eu me sentia acolhida no lar dele. Subia o morro feliz! Passei por tudo o que todas passaram, mas sem o glamour que elas usufruíram", contou Swellen.

Cantor nega

Após as acusações no início do ano, Nego do Borel registrou uma ocorrência contra Duda Reis, alegando que estaria sendo vítima de acusações mentirosas.

Em perfil nas redes sociais, o artista negou todas as afirmações das ex-namoradas, dizendo "abominar" qualquer tipo de violência de homens contra mulheres.