Do ar condicionado à fritadeira elétrica: como driblar o reajuste da conta de luz no Ceará

Reajuste de até 25% entra em vigor a partir de sexta-feira (22)

Escrito por Bruna Damasceno,

Negócios
Cofre
Legenda: O acréscimo já entra em vigor a partir desta sexta-feira (22)
Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O reajuste anual de até 25,09% da distribuidora de energia Enel passará como um rolo compressor sobre o orçamento das famílias no Ceará, somado à inflação dos alimentos, alta dos remédios e dos combustíveis. O acréscimo já entra em vigor a partir desta sexta-feira (22). 

O consumidor, que já está habituado a apagar as luzes, agora precisará estar mais atento para abrandar o impacto desse aumento. A economia da escassez se impõe, mais uma vez, sobretudo, para as pessoas de faixas de rendas mais baixas.

Do ar condicionado à fritadeira elétrica, veja o que você terá de otimizar o ou até abdicar do consumo para economizar na conta de energia. 

Como serão os reajustes médios por classe de consumo

  • Consumidores residenciais: 23,99%;
  • Alta tensão (indústrias e outras): 24,16%;
  • Conectados em baixa tensão (comércios e pequenos negócios): 25,09%;
  • Reajuste médio geral: 24,85%.

Bandeira Vermelha saiu de cena, mas ainda é preciso entendê-la

A bandeira vermelha - aplicada até o início de abril em razão da crise hídrica - foi derrubada, mas o reajuste anual da distribuidora não deu trégua ao consumidor.

No entanto, outras bandeiras podem voltar se houver novo cenário de desbastecimento. Por isso, ainda é importante entender como elas funcionam. Veja:

  • Bandeira verde: não há alteração no valor (em vigor);
  • Bandeira amarela: a fatura terá acréscimo de R$ 0,01874 para cada 100kWh (quilowatt-hora) consumido;
  • Bandeira vermelha - Patamar 1: terá acréscimo de R$ 0,03971 para cada 100kWh consumido;
  • Bandeira vermelha - Patamar 2: a tarifa sofre acréscimo de R$ 0,09492 para cada 100kWh.

Como economizar quando sair de casa:

  • Evite deixar muitas luzes acesas;
  • Desligue os eletrodomésticos da tomada.

Dicas de sempre, mas indispensáveis:

  • Substitua as lâmpadas comuns pelas de LED;

  • Confira se sua geladeira, máquina e outros estão funcionando normalmente, pois eletrodomésticos com defeitos podem gerar ineficiência energética;

  • Evite acender lâmpadas durante o dia, abra a janela para aproveitar ao máximo a luz natural;

  • Ao sair de um cômodo, lembre-se sempre de apagar a luz;

  • Ao adquirir novos equipamentos, opte pelos que possuem o selo do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel).

Mude seus hábitos diários 

Nos últimos dois anos, a sociedade se adaptou a uma nova rotina, incluindo equipamentos para facilitar as tarefas cotidianas. Dentre eles, a fritadeira elétrica sem óleo, que vendeu 22% mais no início da pandemia de Covid-19, conforme dados da consultoria para o varejo GFK, em 2020.

Esse é mais um aparelho que já faz parte da sua rotina, mas precisará ser utilizado com moderação para aliviar o aumento da conta de luz, conforme explica Érico Veras, professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e pesquisador em finanças pessoais e comportamentais.

“Você precisará mudar seus hábitos. Quem gosta do banho quente terá de passar para o frio, quem gostar de ar condicionado deverá trocar pelo ventilador, quem colocava apenas uma roupa na máquina precisará deixar acumular e quem gostava de fazer fritura na ‘air frye’ com frequência também terá de otimizar para reduzir o consumo”, lista. Siga as orientações: 
  • Se programe para utilizar a máquina de lavar somente uma vez por semana;

  • Substitua o ar condicionado pelo ventilador. Se não quiser abrir mão do aparelho, desligue-o quando o ambiente estiver climatizado;

  • Dispense ou reduza o uso do chuveiro elétrico;

  • Identifique quais roupas realmente precisam ser passadas, além de deixar para usar o ferro somente uma vez por semana;

  • Tente preparar refeições em fritadeiras e fornos elétricos de uma só vez. Por exemplo, asse a bata e a carne juntas.

Veja como manter os aparelhos, mas de forma mais econômica e eficiente:

 Ar condicionado 

  • Instale o aparelho em local arejado, com boa circulação de ar;
  • Evite áreas expostas ao sol e mantenha os filtros limpos para não forçar o aparelho a trabalhar;

  • Evite o frio excessivo, regulando a temperatura em cerca de 23 graus. Lembre-se: quanto mais frio, maior o consumo de energia;

  • Mantenha as portas e janelas fechadas para evitar que o ar frio escape;

  • Não desligue o seu ar condicionado do disjuntor, utilize sempre o botão específico do próprio aparelho.

    Computador 

  • Nas pausas mais prolongadas, desligue totalmente o aparelho, inclusive o estabilizador;
  • No caso de desktop, sempre que ocorrer uma pausa no trabalho, desligue o monitor e, se possível, configure-o para desligar automaticamente após um período sem utilização.

Geladeira e Refrigerador

  • A geladeira é um dos equipamentos que mais consome energia em uma residência. Por isso, prefira sempre os modelos com o selo Procel A, que são mais econômicos;
  • Evite abrir e fechar a porta do aparelho a todo instante;

  • Não seque roupas atrás da geladeira. Além de sobrecarregar o aparelho, aumenta o consumo de energia;

  • Verifique sempre o estado das borrachas de vedação;

  • Sempre deixe um espaço entre a geladeira e a parede, para evitar o superaquecimento do aparelho;

  • Descongele a geladeira periodicamente. Fazer o degelo é essencial para evitar maior demanda de energia;

  • Não guarde alimentos quentes na geladeira;

  • Não forre as prateleiras internas com vidros ou plásticos, pois bloqueia a circulação interna do ar frio.

Chuveiro Elétrico

  • Na maioria das vezes, é o aparelho que mais consome energia em uma residência. Por isso, sempre que possível, mantenha-o na função verão;
  • Lembre-se de fechar a torneira para se ensaboar e limpe a saída da água periodicamente;

  • Procure ligar o chuveiro quando a maioria dos outros aparelhos estiver desligada para não sobrecarregar a rede elétrica;

  • Cada chuveiro deve possuir um disjuntor independente, direto da medição. Se você tem dois chuveiros, instale dois disjuntores adequados à potência de cada um;

  • Nunca reutilize uma resistência queimada. Além de aumentar o consumo, coloca em risco sua segurança;

  • Atenção: nunca mova a chave verão/inverno do seu chuveiro com ele ligado. O choque pode ser fatal.

Ferro Elétrico

  • Esse aparelho pode representar até 7% do valor da conta de luz, segundo a Enel. Use-o no grau correto de aquecimento para cada tipo de tecido e inicie o trabalho pelas roupas mais pesadas;
  • Nos ferros automáticos, regule a temperatura. Passe primeiro as roupas que precisam de menos calor;

  • Após desligar o ferro, aproveite o calor remanescente para passar algumas roupas leves.  

Televisão

  • O aparelho pode representar, em média, até 15% do valor da sua conta. Por isso, não deixe ela ligada quando não houver ninguém assistindo;
  • Evite dormir com a TV ligada ou programe o aparelho para desligar automaticamente;

  • Importante lembrar que a televisão consome energia mesmo desligada. A melhor opção é retirá-la da tomada quando não estiver assistindo. 

Máquina de lavar

  • Mantenha o filtro da máquina sempre limpo para não ter que repetir a operação “enxaguar”.

Você não faz ideia de quanto consome de energia?

Simule. No site da Enel, há um simulador para você calcular quanto gasta em cada cômodo da casa. Acesse https://enel-ce.simuladordeconsumo.com.br/ para calcular e saber como pode melhorar o seu orçamento, conforme suas necessidades.