Pai de Britney Spears pede o fim da tutela da cantora após 13 anos

Jamie Spears admitiu que a filha quer viver sem as restrições de um conservador ou processo judicial

Escrito por Folhapress,

Zoeira
pai de Britney Spears
Legenda: Jamie foi nomeado o principal conservador de Britney em fevereiro de 2008
Foto: Reprodução/Instagram

O pai Britney Spears, 39, Jamie Spears,69, entrou com uma petição na Justiça pedindo para o juiz acabar com a tutela que controlou a vida pessoal e financeira da artista nos últimos 13 anos. A informação foi confirmada nessa terça-feira (7) pelo site Page Six.

Jamie, 69, atribuiu sua súbita mudança de opinião aos "eventos recentes relacionados a tutela", aparentemente referindo-se a audiências judiciais deste ano nas quais a cantora falou contra sua situação legal. Desde 2008, Spears foi nomeado tutor da filha para assuntos pessoais e financeiros.

Ele falou à Justiça que as circunstâncias de sua filha mudaram a tal ponto que os motivos para o estabelecimento de uma tutela podem não existir mais. Ele admitiu que Britney quer viver "sem as restrições de um conservador ou processo judicial".

Nos documentos enviados à Justiça, Jamie diz que o juiz achou por bem deixar sua filha contratar seu próprio advogado. Para ele, se o juiz diz que se ela tem permissão para fazer isso, não há mais base legal para impor as restrições que vêm junto com a tutela. O fim da tutela depende da aprovação da juíza do Tribunal Superior do Condado de Los Angeles, Brenda Penny, que preside o caso.

Em uma declaração ao Page Six, o advogado de Britney, Mathew Rosengart, chamou o pedido de Jamie de "outra vitória legal" e "justificativa" para a estrela. "Parece que o Sr. Spears acredita que ele pode tentar evitar a responsabilização e a justiça."

Pedido

A notícia chega mais de dois meses depois que a estrela pop disse à juíza Penny que queria que o acordo legal terminasse. Britney implorou para recuperar o controle de seus assuntos pessoais e bens durante a audiência de 23 de junho, que levou à renúncia de seu advogado nomeado pelo tribunal , Samuel D. Ingham.

Na época, ela alegou que ele nunca disse que a tutela poderia terminar.

Durante seu depoimento de 24 minutos no tribunal, a cantora chamou Jamie de conservador "abusivo" e apresentou uma série de acusações contra ele, incluindo que ele a forçou a sair em turnê em 2018 e a mandou para um centro de saúde mental contra, em 2019.

Britney também alegou que seus conservadores a proibiram de remover um DIU para controle de natalidade. Ela disse ainda ao tribunal que deseja ter mais filhos, mas foi impedida de fazê-lo "Eu quero poder me casar e ter um filho. Disseram-me com a tutela que eu não era capaz de me casar e ter um filho."

A cantora contou ainda que uma vez eles aplicaram uma droga que ela descreveu como tão forte que "não conseguia nem ter uma conversa" com seus pais. "Eu não deveria estar em uma tutela se eu pudesse trabalhar e fornecer dinheiro e trabalhar para mim mesmo e pagar outras pessoas. Não faz sentido", argumentou a cantora.

ENTENDA O QUE É TUTELA

A tutela é um arranjo jurídico complexo normalmente reservado para idosos, doentes ou enfermos. Um representante é designado para administrar os negócios e bens da pessoa se ela for considerada incapaz de cuidar de si mesma ou suscetível à influência externa ou manipulação.

As tutelas são projetadas para ser um último recurso necessário para proteger os vulneráveis. Britney Spears vive sob uma tutela desde 2008, após uma série de colapsos públicos que foram registrados pelos paparazzi sempre presentes e pela mídia.

O pai da cantora foi nomeado seu tutor, mas está afastado desde 2019 devido a problemas de saúde. Atualmente, um tutor profissional ocupa seu lugar temporariamente.