Em carta a Papai Noel, menina agradece por transplante de fígado: 'o que puder me dar será lucro'

Tailane Alves da Silva contou de sua gratidão em carta enviada à campanha 'Papai Noel dos Correios'. Jovem também recebeu a visita do 'bom velhinho' nesta quarta (8)

Tailane Alves da Silva sentada em um sofá ao lado do Papai Noel e de seu presente
Legenda: Tailane Alves da Silva recebeu a visita do Papai Noel e foi presenteada com um kit de material escolar
Foto: Foto: Almir Gadelha/SVM

Ao invés de pedir, agradecer. Foi desta forma que a estudante Tailane Alves da Silva, de 12 anos, optou por escrever uma carta para enviar à campanha 'Papai Noel dos Correios', lançada no Ceará no último dia 17 de novembro. 

A menina foi diagnosticada com hepatoblastoma (câncer no fígado) em junho deste ano e, cerca de cinco meses depois, recebeu um 'fígado novo'

Apesar de passar por "muitos momentos difíceis", Tailane foi transplantada celeremente e, hoje, os sentimentos que nutre são os de esperança e gratidão.  

"Em 7 de novembro aconteceu um grande milagre. Fui transplantada. Foi meu grande presente de Natal antecipado. Então o que você [Papai Noel] puder me dar de Natal será lucro e ficarei muito grata, pois o maior presente já ganhei: o fígado novo. Obrigada", escreveu .

Imagem da carta escrita pela menina e enviada à campanha 'Papai Noel dos Correios'
Legenda: Na carta, Tailane diz que passar pelo transplante foi um presente de Natal antecipado
Foto: Foto: Arquivo pessoal

Visita do Papai Noel

Como resposta à missiva, a menina recebeu em casa, nesta quarta-feira (8), a visita do Papai Noel por quem foi presenteada com um kit de material escolar, incluindo mochila, lápis de cor, caixinha de música, dentre outros itens.

Apesar de ter se distanciado das aulas para ser submetida ao tratamento contra o câncer, Tailane já está ansiosa para dar continuidade aos estudos.

Em 2022, ela vai cursar o 8º ano do Ensino Fundamental em uma escola da rede municipal no mesmo bairro onde mora, no Planalto Ayrton Senna, em Fortaleza.

"Eu estou muito feliz porque ano que vem já vou poder estudar. Eu não queria pedir nada [na carta], estava muito feliz por ter feito o transplante e estar com um fígado novo. Isso foi um presente muito grande de natal", reitera. 

'Foi um milagre'

A mãe de Tailane, Lucineide Pereira Alves, relembra que a filha caçula - dentre quatro - começou a apresentar uma série de sintomas no fim de abril. Dentre eles, dor no abdome, desconforto intestinal, diarreia, náusea, vômitos, etc. Após alguns exames, veio o diagnóstico inesperado. 

"A gente achava que curava [a doença] em casa. O médico passou alguns remédios, comecei a medicar ela, mas não teve melhora. Foi quando eu decidi levar ela na emergência do [Hospital Albert] Sabin e já fui pronta pra tudo".

Antes do transplante, a menina passou por sete sessões de quimioterapia, pois o fígado estava bastante comprometido. Graças ao 'novo fígado', hoje, Lucineide diz se sentir "aliviada". 

"Quando a gente descobriu, o fígado já estava quase todo comprometido. Foi um milagre. Tem gente lá na fila [de transplante] esperando há dois anos ou mais. Eu fiquei pensando nessas pessoas".

 

Quero receber conteúdos exclusivos do Dias Melhores