Gravado no Ceará, "Cabras da Peste" estreia na Netflix em março repleto de cearenses no elenco

Valéria Vitoriano, a Rossiclea, será a delegada Vitória Regina, contracenando com Edmilson Filho e Matheus Nachtergale

Personagens de Cabras da Peste
Legenda: O cearenses Valéria Vitoriano, Edmilson Filho e Victor Alen estão entre o elenco da nova produção da Netflix Brasil
Foto: Reprodução/Netflix

Com Edmilson Filho e Matheus Nachtergale como protagonistas, o filme "Cabras da Peste" chega ao catálogo da Netflix no próximo dia 18 de março. Gravado no interior do Ceará, a produção dirigida por Vitor Brandt não economiza em cearenses no elenco: o cantor e humorista Falcão, o humorista Bolachinha e o ator Victor Alen são parte do time.

O elenco conta ainda com Valéria Vitoriano, que dá vida à icônica personagem de humor Rossiclea há mais de 30 anos. "Cabras da Peste" marca a estreia de Valéria na telona.

Em entrevista ao Diário do Nordeste, a artista relata que foi um momento "revelador" e de virada na carreira. 

"Finalmente, depois de 30 anos de carreira, fazer um personagem diferente da Rossiclea foi revelador e maravilhoso para mim. Sempre recebi muitos convites, mas, por conta de outros compromissos, nunca dava certo. São 32 anos morando em Fortaleza e trabalhando para cearense e para o turista, o que me impediu de estar em outros programas e de estar mais presente no eixo Rio-SP", relata Valéria. 

O elenco de peso, além das gravações realizadas no Ceará, ajudou bastante na experiência, segundo a humorista. No filme, ela faz a delegada Vitória Regina - mas não pôde passar mais detalhes da atuação, para não dar spoiler. "Só posso contar que ela é uma delegada. Porque na história tem policiais e muito humor. Teve uma equipe fazendo a polícia em São Paulo, e a polícia daqui [do Ceará] é a Valéria", brincou a atriz. 

Experiência

Contracenar ao lado de Matheus Nachtergale, veterano do cinema nacional e responsável por dar vida a marcantes personagens, foi "impressionante", segundo resumiu Valéria Vitoriano. "Você vê a coisa toda fluindo muito quando você está diante de um monstro como o Matheus. Ele tem uma entrega e recebe também tudo com muito carinho. O filme mostra todo um universo, tanto em São Paulo quanto no Ceará, em uma história muito boa com atores muito bem dirigidos", comenta.

A nossa Rossiclea ainda comenta que se impressionou com o companheirismo dentro e fora de cena. E revela que não pretende deixar o cinema tão cedo.

"É como se fosse um bichinho que me picou depois de muito tempo e que eu não mais viver sem", frisa. 

Mais cinema

Após "Cabras da Peste", que foi gravado em 2018, a atriz conta que já gravou outros dois filmes. Um deles, "Bem-vindo a Quixeramobim", ainda sem data de estreia, mas gravado em 2020 na cidade homônima do Sertão Central cearense: "Por si só já é um prêmio fazer um filme com essa equipe maravilhosa, ainda mais sendo feito no sertão do Ceará. Dá para entrar cada vez mais no personagem".

A trama, dirigida por Halder Gomes, de "Cine Holliúdy", é protagonizada por Monique Alfradique e tem no elenco também Edmilson Filho, Silvero Pereira, Luís Mirando, Falcão, Bolachinha, Chandelly Braz e Max Peterson, entre outros.

Vitoriano já gravou também participação em outra produção, "A Filha do Palhaço". "Estou aqui aberta para mostrar outras faces de Valéria Vitoriano além da Rossiclea. Finalmente chegou a hora. É o momento de Valéria. E agora vou me abrir a outros projetos também", conclui a artista.

"Cabras da Peste"

Bruceuilis (Edmilson Filho) é um policial do interior cearense que entra em uma força-tarefa para resgatar Celestina, uma cabra considerada patrimônio de sua cidade. Ele viaja até São Paulo e lá conhece Trindade (Matheus Nachtergale), um escrivão de polícia que entra na investigação, apesar de não ser da sua área. 

Trama conta também com Letícia Lima, Juliano Cazarré e Leandro Ramos no elenco.