Ray Liotta, ator de 'Os Bons Companheiros', morre aos 67 anos; relembra a trajetória

Artista estava na República Dominicana, onde filmava o longa Dangerous Waters

Escrito por Redação,

Zoeira
Ator
Legenda: Artista estava na República Dominicana, onde filmava o longa Dangerous Waters
Foto: Reprodução

O ator Ray Liotta, conhecido pelo clássico Os Bons Companheiros, morreu aos 67 anos nesta quinta-feira (26) enquanto dormia. De acordo com o site Deadline, o artista estava na República Dominicana, onde filmava o longa Dangerous Waters. Ainda não há informações oficiais sobre a causa da morte. 

Com uma carreira cinematográfica de mais de quatro décadas, Liotta também esteve em sucessos como "Totalmente Selvagem" (1986), "Campo dos Sonhos" (1989) e "Cop Land" (1997).

Nos últimos anos, ele reapareceu em sucessos recentes, aparecendo em projetos como "História de um Casamento" (2019), e "Os Muitos Santos de Newark" (2021), onde desempenhou dois papéis. 

Trajetória 

De acordo com a imprensa especializada em cinema, o ator foi descoberto nos anos 1980, após trabalhar com Jonathan Demme na comédia Totalmente Selvagem (1986).

Logo depois, o ator engatou papéis marcantes em títulos como Campo dos Sonhos (1989), Corinna, Uma Babá Perfeita (1994), Operação Dumbo (1995) e Cop Land: A Cidade dos Tiras (1997).

Em 2001, foi Paul Krendler em Hannibal, de Ridley Scott. Também trabalhou com Joe Carnahan (em Narc, de 2002; e A Última Cartada, de 2007), James Mangold (em Identidade, de 2003), Guy Ritchie (em Revolver, de 2005).

O ator também dublou a versão de si mesmo em Bee Movie: A História de uma Abelha (2007). Após esse filme, ele passou os anos seguintes  em filmes de ação e suspense.

O ator deixa a noiva, Jacy Nittolo, e a filha, Karsen Liotta.