Passaporte de vacinação segue obrigatório no Ceará, mas sem exigir dose de reforço

Decisão foi anunciada pela governadora Izolda Cela após reunião do comitê estadual de enfrentamento à pandemia

Escrito por Beatriz Rabelo,

Ceará
Legenda: Reunião do Comitê Estadual de Combate à Pandemia de Covid-19 aconteceu nesta sexta-feira (29)
Foto: Reprodução/Twitter

A governadora Izolda Cela (PDT) anunciou que o passaporte de vacinação segue obrigatório em estabelecimentos do Ceará. No entanto, não há mais a exigência da dose de reforço da vacina.  

A decisão foi tomada na tarde desta sexta-feira (29), durante a reunião semanal do Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia de Covid-19, e começa a valer na segunda-feira (2/5), quando decreto deve ser publicado. 

Até domingo, o passaporte exigido será o que comprova a vacinação com pelo menos três doses da vacina.

"Mesmo com a redução da transmissão de casos da Covid em todo o Estado, o comitê decidiu manter a obrigatoriedade do passaporte de vacinação nos locais anteriormente previstos".
Izolda Cela
Governadora

Assim, a apresentação do passaporte segue sendo necessário em eventos, restaurantes, bares, estádios, hotéis e outros estabelecimentos, precisando ter a dose única da vacina contra o novo coronavírus ou as duas doses. 

Apesar de mudar a obrigatoriedade das doses de reforço, Izolda reforçou que os especialistas continuam apontando a importância dos cearenses de tomarem o imunizante. "Para maior proteção de toda a população", finalizou. 

Segundo o Governo do Estado, dados da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) mostram que mais de 91% dos idosos  já receberam a dose de reforço.

Onde o passaporte é exigido no Ceará?

O chamado "passaporte da vacina" se tornou obrigatório desde o dia 15 de novembro de 2021 em todo o Ceará. Seu uso buscava comprovar o esquema vacinal completo contra a Covid-19. Assim, passou a ser exigido em:

  • Todos os eventos sociais e esportivos;
  • Bares e restaurantes;
  • Barracas de praia;
  • Hotéis; 
  • Restaurantes de shoppings que possuem espaço privativo.

fiscalização oficial começou no dia 22 de novembro de 2021. Anteriormente, as abordagens tinham caráter apenas educativo.

Já a dose de reforço passou a ser exigida para pessoas acima de 18 anos somente neste ano, no dia 21 de março. 

Restaurantes pedem fim de passaporte

Nesta semana, o setor de bares e restaurantes do Ceará solicitou o fim da obrigatoriedade do passaporte da vacina. De acordo com a Abrasel, essa medida da exigência das três doses gera impactos negativos para os bares e restaurantes.

No dia 15 de abril, a obrigatoriedade do uso da máscara em locais fechados foi revogada.