Prévia do PIB do Ceará indica queda de 0,74% no 1º trimestre

Em março, o indicador aponta que a atividade econômica do Ceará retraiu 4,68% em relação ao mês de fevereiro

Legenda: Em março deste ano o Estado precisou voltar ao regime de isolamento social rígido em decorrência do aumento dos casos e óbitos
Foto: Kid Junior

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBCR-CE), considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB), indica queda de 0,74% no primeiro trimestre deste ano em relação aos últimos três meses de 2020, na série dessazonalizada. Os resultados regionais foram divulgados na manhã desta segunda-feira (17) pelo Banco Central.

Em março, o indicador aponta que a atividade econômica do Ceará retraiu 4,68% em relação ao mês de fevereiro.

O Estado precisou voltar ao regime de isolamento social rígido em março deste ano, com a suspensão de atividades econômicas presenciais em decorrência do aumento no número de casos de coronavírus e de mortes pela doença.

Na série observada, sem os ajustes sazonais, o IBCR-CE indica crescimento de 3,09% do PIB local em março na comparação com igual período do ano anterior. No primeiro trimestre ante igual período de 2020, o IBCR-CE marca alta de 1,15%.

Nos últimos 12 meses em relação aos 12 meses imediatamente anteriores, também na série observada, a prévia do PIB aponta queda de 1,86%.

Nordeste

Enquanto o IBCR no Ceará para o trimestre na série dessazonalizada apresentou queda, no Nordeste o indicador indica crescimento de 0,71% na atividade econômica.

Considerando apenas o resultado de março, o indicador aponta queda de 1,24% em relação ao mês de fevereiro.

Na série observada, sem ajuste sazonal, o IBCR aponta alta de 2,63% em março na comparação com março de 2020 e de 0,78% no primeiro trimestre ante igual período do ano passado. Em 12 meses, o indicador apresenta queda de 1,93%.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios