Microempreendedores nordestinos acreditam na estabilização econômica em 3 meses

De acordo com levantamento feito pela vhsys, 83% dos pequenos empreendedores nordestinos acreditam na volta econômica a tempo da Black Friday

várias pessoas andando em shopping
Legenda: Volta à economia virá decorrente do avanço da imunização
Foto: Camila Lima

Para 83% dos micro e pequenos empreendedores nordestinos, a estabilização econômica no país demorará pouco mais de três meses, ainda permitindo aproveitar os resultados da Black Friday e das compras de fim de ano.

O levantamento foi realizado pela startup de gestão empresarial vhsys, com base em entrevistas com  932 micro e pequenos empreendedores de todo o país, sendo 122 deles no Nordeste.

A expectativa vem diante do avanço da vacinação. Para 16,4% mais otimistas, a volta à normalidade na economia deve ocorrer em menos de 3 meses.

Segundo a pesquisa, 41,8% dos empresários nordestinos esperam um crescimento de até 30% no faturamento no segundo semestre deste ano. Além desses, 27,8% acreditam que deve manter a média de faturamento.

Mais otimistas, 11,4% esperam apresentar um crescimento acima dos 50%, enquanto 4,1% prevê registrar queda.

Foco no online

O foco nas vendas online é o principal ponto de diferença entre a pesquisa feita pela consultoria neste ano e o levantamento do ano passado. O índice de empresas presentes no digital saltou de 29,1% para 43,6%.

Em um cenário em que a tecnologia ganhou ainda mais relevância, 80,8% dos entrevistados afirmaram usar o WhatsApp como canal de venda, 55,7% usam o Instagram e 39,9% usam o Facebook. 

"O principal objetivo de uma empresa é conquistar e manter clientes. Na pandemia, não ter canais de vendas online se assemelhava com fechar as portas, por isso buscamos alternativas para auxiliar os empreendedores", afirma o CEO e fundador da vhsys, Reginaldo Stocco.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios