Vocalista do 'Molejo' presta depoimento sobre acusação de violência sexual contra cantor e dançarino

À Polícia Civil, o jovem de 21 anos relatou que Anderson Leonardo forçou a conjunção carnal e que sofreu agressões e xingamentos do músico; pagodeiro nega

Escrito por Redação,

Zoeira

Vocalista do Molejo presta depoimento sobre acusação de violência sexual contra jovem de 21 anos
Legenda: Vocalista do Molejo presta depoimento sobre acusação de violência sexual contra jovem de 21 anos
Foto: Reprodução

O vocalista do grupo de pagode Molejo, Anderson Leonardo, prestou depoimento à Polícia Civil, na tarde desta sexta-feira (5), no Rio de Janeiro, sobre a acusação de violência sexual contra o cantor e dançarino Maycon Douglas Porto do Nascimento Adão, 21. As informações são do jornal Extra.

Em uma nota divulgada na quarta-feira (3), a assessoria de imprensa de Anderson Leonardo informou "que os fatos publicados não são verdadeiros" e que "em mais de 30 anos de vida pública, jamais tivera seu nome ligado a qualquer ato criminoso ou que viesse a desabonar ou macular a sua imagem e carreira, seja de sua vida profissional ou pessoal".

Ele foi intimado porque o jovem registrou Boletim de Ocorrência (B.O) na quarta-feira (3) contando que teria sofrido violência sexual pelo pagodeiro. Maycon Douglas informou que o caso teria acontecido em um quarto de motel, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, na noite de 11 de dezembro.

Exame de DNA

Também de acordo com o depoimento do MC, ele teria sido agredido com tapas no rosto e forçado pelo pagodeiro a manter relações sexuais.

Na última quinta-feira (4), Maycon Douglas levou à delegacia uma cueca e um sabonete, que serão analisados por meio de um exame de DNA, para saber se há esperma do vocalista do Molejo.

Agressões

Em depoimento, o jovem relatou que, no dia 11 de dezembro, saiu de casa, perto da meia-noite, para encontrar o pagodeiro, a fim de conversar sobre a carreira artística do MC em um clube na Taquara, também na Zona Oeste. Logo após, o músico o teria levado ao motel.

Lá, o cantor e dançarino diz ter sido empurrado na cama por Anderson Leonardo, que teria ordenado que ele sentasse. O vocalista do Molejo, então, teria tirado a roupa e dado dois tapas no rosto do jovem, forçando-o a ter conjunção carnal com ele. O MC afirmou ainda ter sido agredido, xingado e, ao acordar, deixado em uma rua próxima do motel.