Educador físico recuperado da Covid-19 escreve livro sobre experiências no hospital

Leonardo Gurgel Pinto passou 20 dias no Hospital São José em março e estava prestes a ser intubado com a doença

foto de um homem segurando um livro
Legenda: Leonardo se dedicou ao livro por duas semanas consecutivas
Foto: Thiago Gadelha

O educador físico Leonardo Gurgel Pinto passou total de 20 dias internado com Covid-19 em Fortaleza, recebeu alta no dia 26 de março, mas deve carregar consigo a experiência do período difícil ainda por muito tempo. Isso porque resolveu documentá-lo por meio de um livro, o 'Leito 61 – Um Relato dos Meus 20 dias de Internação'.

Segundo ele, que teve a história divulgada pelo próprio Governo do Estado do Ceará, cerca de duas semanas foram dedicadas ao livro, que traz um histórico sobre o surgimento dos sintomas da doença até a saída da unidade hospitalar.

Um dos momentos mais difíceis da internação, ele escreve, aconteceu quando conseguiu ver a esposa após dias em tratamento contra a doença causada pelo coronavírus.

"Exatamente no 10º dia, no finalzinho da tarde, uma das técnicas estava trocando o meu acesso quando, de repente, um rosto muito conhecido apareceu detrás da porta: minha esposa. Eu não aguentei e chorei", relata.

Profissionais de saúde

Todas as dificuldades vividas e a incerteza da melhora fizeram com que Leonardo visualizasse a importância de ter profissionais de saúde comprometidos com a recuperação dos pacientes.

Por conta disso, ele dedicou parte do livro à fisioterapeuta Ivone Lima, uma das responsáveis pelo acompanhamento do caso dele no Hospital São José (HSJ), onde ficou internado.

Legenda: Leonardo deixou o hospital em março, após 20 dias internado
Foto: divulgação/Governo do Estado do Ceará

No local, ele foi indicado ao uso do capacete Elmo, equipamento que realiza o fornecimento da respiração artificial de modo não invasivo. Segundo Ivone, ele teria probabilidade de intubação, mas apresentou melhora com a Elmoterapia.

"No dia seguinte, ele já apresentou uma melhora clínica significativa. Com isso, percebemos que ele foi evoluindo aos poucos e que não havia mais necessidade de intubação”, afirma a profissional de saúde.

Foto: Foto : Thiago Gadelha

Recuperado da doença por completo, ele pontua que o livro é uma das portas para o sonho de abrir uma livraria e que, agora, um novo universo se abre com a saúde restaurada.

Por fim, Leonardo também agradece a todos que cuidaram dele no início deste ano. "Agradeço demais a atenção que me foi dada por cada um dos profissionais que me atenderam", escreve na obra. 

Quero receber conteúdos exclusivos do Dias Melhores