Filha de Belchior estreia nos palcos com show em homenagem ao pai

Vannick Belchior realiza o concerto “Coisas que aprendi nos discos” e demarca os primeiros passos da carreira musical

Vannick Belchior promete noite dedicada à memória e legado do artista
Legenda: Vannick Belchior promete noite dedicada à memória e legado do artista

A música e poesia de Belchior (1946-2017) continuam causando fascínio e admiração. Homenagens, debates, livros, entre outras iniciativas buscam decifrar o legado deixado pelo cearense.

No próximo domingo (1º de agosto), às 16h, a obra do compositor será celebrada por Vannick Belchior. A filha do cantor estreia carreira nos palcos com o show “Coisas que aprendi nos discos”.

A noite promete um verdadeiro passeio por clássicos de Bel. Pelo menos 17 faixas compõem o repertório, o que garante temas como "Velha Roupa Colorida", "Tudo Outra Vez", "Apenas um rapaz latino-americano", "Alucinação" e "Como Nossos Pais".

Conexão

A ocasião é duplamente especial: além do primeiro show oficial como cantora e intérprete, o evento simboliza o contínuo mergulho de Vannick Belchior na compreensão tanto do artista como do pai. 

"Tive que entender e compreender muita coisa, superar muita coisa para tocar na obra dele e em relação ao cantar. Chega no momento certo da minha vida", explica. 

Aos 24 anos, a caçula e única nordestina entre os filhos do poeta se diz animada com o começo. Graduada em direito, ela tem a mesma idade de Belchior quando este partiu rumo ao Sudeste com o sonho de cantar. 

As comparações terminam aqui. O objetivo de Vannick é aprimorar ainda mais o canto e desenvolver os próprios projetos no futuro, compartilha a cearense.

Memórias latentes

Vannick tinha 10 anos quando Belchior escolheu ausentar-se socialmente. As vivências com o pai são guardadas com imenso carinho. 

"Tenho memórias das apresentações. Cantava desde criança e ele queria me levar, sabia do meu amor pela música. Cheguei a ir para alguns shows dele. Minhas memórias são muito latentes", descreve a cantora.

“Coisas que aprendi nos discos” tem direção musical de Tarcísio Sardinha, músico e produtor cearense que já gravou com grandes nomes da música nacional, entre eles Belchior.

"Sempre vai existir esse elo, essa coisa da comparação. É um autoconhecimento acerca de questões internas, quanto a relação afetiva do pai. Vou me abrindo para isso", finaliza Vannick Belchior. 

Entrevista na Verdinha 

A cantora será a entrevistada desde sábado de Daniella de Lavôr no Conexão Verdinha, a partir das 8h da manhã. Um show particular para os ouvintes com direito a histórias, bastidores e muita emoção. Não perca! Sábado, no Conexão Verdinha, a partir das 8h da manhã.

Serviço

Show “Coisas que aprendi nos discos”, de Vannick Belchior.

Dia 1º de agosto (domingo), às 16h, na Cervejaria Capitosa (Av. Recreio, 1210 - Lagoa Redonda)

 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?