Entenda o que é uma pessoa não-binária, identidade de gênero revelada por Bárbara Paz e Demi Lovato

A definição é conhecida como "guarda-chuva", pois abrange diversas possibilidades de identificações

Montagem de fotos de Bárbara Paz e Demi Lovato, que revelaram serem pessoas não-binárias
Legenda: Nomes da atuação e da música, Bárbara Paz e Demi Lovato compartilharam que não se identificam nem com o gênero masculino e nem com o feminino
Foto: Ramón Vasconcelos/Globo e Reprodução/Instagram

A recente revelação de artistas como a atriz Bárbara Paz e a cantora Demi Lovato como pessoas não-binárias revisita o debate sobre identidades de gênero e a maneira como se referir a estas pessoas.

Pode-se definir a não-binariedade como um termo "guarda-chuva", por englobar diversas possibilidades de identificação. A ONG estadunidense Aliança Gay e Lésbica Contra a Difamação (GlAAD, na sigla em inglês), afirma que a pessoa não-binária não se prende ao gênero feminino, nem ao masculino. 

O QUE É UMA PESSOA NÃO-BINÁRIA?

Uma pessoa não-binária é aquela que não se vê como mulher e nem como homem. Elas podem ser os dois, estar em algum lugar entre o feminino e o masculino ou completamente fora dessa curva, segundo glossário elaborado pela GLAAD.

A definição se encontra também no escopo do "gênero fluído", que significa uma pessoa que transita entre as duas identidades. Tal identificação pode ser expressa pelo desejo da pessoa de mudar os seus pronomes de tratamento, assim como Demi Lovato, que agora deseja utilizar os pronomes "they" e "them" (tradução de "eles" e "deles", termos neutros no inglês). 

Já Bárbara Paz, que fez anúncio por meio de um podcast divulgado nesta sexta-feira (28), continuou se referindo a si mesma no feminino ao anunciar a não-binariedade, por exemplo. 

Sou uma pessoa inquieta. Uma mulher, um homem, não-binária. Descobri que sou não-binária há pouco tempo. Um amigo meu falou que eu era, e eu acreditei, entendi. Sou uma pensadora, uma diretora, uma cineasta, uma atriz, uma pintora, uma escritora
Bárbara Paz
Atriz

Como se referir a pessoas não-binárias?

O primeiro passo é perguntar a pessoa como ela quer ser chamada, sem chegar questionando se é "menino ou menina". No masculino, no feminino, na forma neutra, são diversas as alternativas de pronomes, vista a amplitude do tema. 

Algumas pessoas não-binárias preferem escolher apenas os pronomes masculinos ou os femininos e outras encontram novas formas. No português, por exemplo, a chamada linguagem neutra já é uma realidade e o termo "Elu e elus" já é usado para se referir a estes indivíduos, trocando as letras "a" e "o" por "u", uma forma de driblar as limitações do vocabulário tradicional.

Linguagem neutra 

Cada vez mais presente e necessária nas discussões cotidianas, a linguagem neutra é utilizada com quem não reconhece seu gênero no binarismo do masculino e do feminino tradicionalmente imposto na sociedade. 

A proposta já é abordada na produção artística brasileira e também na literatura, chegando às salas de aula do Ceará, por exemplo, como o Diário do Nordeste mostrou em reportagem especial nesta semana. 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?