Mansueto Almeida deve deixar o Governo Federal daqui a alguns meses

Pedido de demissão já teria sido comunicado ao ministro Paulo Guedes (Economia). Mansueto é cearense e ocupa o cargo de secretário do Tesouro Nacional desde 2018

Legenda: Mansueto é cearense e formado em economia pela Universidade Federal do Ceará, além de mestre, também em economia pela Universidade de São Paulo
Foto: Arquivo

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, deverá deixar o cargo e a equipe econômica do Governo Federal nos próximos meses. Ele teria comunicado o pedido de demissão ao ministro da Economia Paulo Guedes há algumas semanas. A informação foi confirmada pela jornalista Ana Flor do portal de notícias G1

Mansueto confirmou ao blog da jornalista que deverá ficar no Governo até meados de julho ou começo de agosto, dando tempo para que possa participar de um processo de transição da função. 

Almeida está a frente do Tesouro Nacional desde 2018 e deverá integrar o quadro de funcionários de alguma empresa privada. O destino de Mansueto ainda é incerto. 

Contudo, ele deverá cumprir um período de quarentena – estimada em seis meses.

O Diário do Nordeste tentou entrar em contato com secretário do Tesouro, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria. 

Perfil

Mansueto é cearense e formado em economia pela Universidade Federal do Ceará, além de mestre, também em economia pela Universidade de São Paulo. Ele cursou doutorado em políticas públicas no MIT, mas não defendeu a tese.

O secretário ainda é servidor público, ocupando um cargo técnico do  Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios


Egídio Serpa 23 de Novembro de 2020