De falta de energia a lojas alagadas: chuvas causam prejuízos no comércio de Fortaleza

Entidades representantes dos setores relatam transtornos e perdas econômicas

Escrito por Redação ,
Supermercados alagados
Legenda: Consequências das chuvas no comércio de Fortaleza
Foto: Reprodução

A forte chuva desse sábado (10) provocou prejuízos e obrigou comerciantes de lojas e supermercados a fecharem as portas em alguns bairros de Fortaleza. Estabelecimentos ficaram alagados, sem energia, tiveram parte do forro danificada e produtos levados pela água. Segundo as entidades representantes dos setores, ainda não foi feito o levantamento das perdas.

Veja também

Conforme o presidente do Sindicato do Comércio Varejista e Lojista de Fortaleza (Sindilojas), Cid Alves, os comerciantes do Centro da Cidade foram impactados negativamente. 

“As telhas de uma loja voaram. Muita gente teve as lojas invadidas pelas enchentes. Quem abriu o estabelecimento no Carnaval precisou fechar”, relatou.

“Os ônibus, quando passavam, formavam ondas de água com muita pressão, que quebravam as portas das lojas. Foi um prejuízo generalizado”, completa. 

O presidente da Associação dos Supermercados do Ceará (Acesu), Nidovando Pinheiro, também relatou transtornos.

“Lojas com alagamento e intransitáveis, vazamentos e problemas com o teto”, listou. 

As ocorrências foram no Centro e no Montese. No Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), um supermercado também ficou sem energia durante todo o sábado, retornando somente na manhã deste domingo (11), conforme apuração do Diário do Nordeste

Veja também

Maior chuva em 20 anos

Fortaleza registrou a maior chuva dos últimos 20 anos entre as 7h de sábado (10) e 7h deste domingo (11), com um acumulado de 215,1 milímetros, conforme dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

O volume de precipitações foi tão intenso que nos últimos 50 anos - período de início do monitoramento pluviométrico pela Funceme - somente em janeiro de 2004, a Capital teve uma chuva maior, com 250 mm, se contabilizado o recorde por ano. Neste domingo de Carnaval, a cidade segue banhada pelas chuvas. 

 

Os destaques das últimas 24h resumidos em até 8 minutos de leitura.
Assuntos Relacionados