Igor Queiroz Barroso doa mil bíblias a projeto para reinserção de pessoas em privação de liberdade

Empresário foi responsável pela doação dos livros religiosos e de mil terços ao Projeto Livro Aberto, da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP)

Legenda: O empresário Igor Queiroz foi responsável pela doação das mil bíblias e mil terços: "um presente de coração"
Foto: Kid Jr.

Visando reforçar políticas de ressocialização de pessoas privadas de liberdade no Ceará, o empresário Igor Queiroz Barroso doou mil bíblias e mil terços ao Livro Aberto, projeto implementado pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP). A entrega das escrituras religiosas foi realizada durante solenidade na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), na tarde desta sexta-feira (6).

Além de Igor Queiroz, o evento contou com a presença do presidente da entidade, Ricardo Cavalcante; e do titular da SAP, Luís Mauro Albuquerque Araújo. A iniciativa é fruto de parceria com a Fiec, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Ceará (Senai-CE).

"Arma de mudança"

Segundo o empresário, doar bíblias e terços aos detentos foi uma iniciativa que o tocou, tendo em vista que a bíblia se trata "do livro mais importante da sua vida", e o terço "uma arma de poder espiritual fortíssimo" para proteger, sobretudo, quem está privado de liberdade.

"Se eles querem ler, esse livro [Bíblia] pode ser uma ferramenta de fundamental importância para a vida deles. E o terço, no mundo católico, é uma arma de poder espiritual fortíssimo; uma arma de meditação. Então eu quis dar de presente essas mil armas de proteção e meditação espiritual para eles", disse. "Faço isso de coração, para que eles possam reerguer a vida deles para uma condição social melhor", acrescentou.

O secretário da Administração Penitenciária ressaltou que a meta do Governo do Estado do Ceará é levar, para dentro do sistema prisional, educação, capacitação, trabalho e, inclusive, religião como instrumentos para a mudança de vida daqueles que hoje se encontram à margem da sociedade.

"Tudo isso que nós oferecemos é uma mudança de fora pra dentro, e a religião é de dentro pra fora, ou seja, é uma das armas mais poderosas que tem. Então, isso é fundamental, realmente é uma arma de mudança", afirmou.

Legenda: A doação das bíblias e terço ocorreu em solenidade na Casa da Indústria, nesta sexta (6)
Foto: Kid Jr.

Profissionalização

Durante a solenidade, Mário Albuquerque também lembrou que 50% do efetivo prisional do Estado - percentual correspondente a 12 mil presos internos - teve acesso a cursos profissionalizantes oferecidos pelo Senai-CE.

Esses cursos, confirma Ricardo Cavalcante, abrangem diversas áreas. "São cursos da área de Construção Civil, da área de Panificação, de Serraria e que estão sendo feitos todos dentro dos presídios. O Senai fica muito feliz de poder participar dessa ação, de qualificar essas pessoas para quando puderem sair de lá, terem uma condição de vida diferenciada, que possam sustentar suas famílias".

O presidente da Fiec também falou sobre a importância da doação das bíblias e terços por parte do industrial Igor Queiroz, intermediada por ele.

"Agradeço ao Igor pela sua sensibilidade em compreender porque essas pessoas que estão lá dentro [do sistema prisional], à noite, estão querendo ler. [Isso ocorre] porque realmente o secretário [Mauro Albuquerque] conseguiu fazer o que precisava, de mudar a capacidade, mudar a habilidade dessas pessoas, que não vão querer ir para o crime, mas, sim, tentar fazer uma mudança na sua vida. Todos têm direito a se recuperar e não somos nós que devemos julgá-los. Devemos entregar o que tem de melhor". 

 

Quero receber conteúdos exclusivos do Dias Melhores