Laje de restaurante desaba e deixa dois funcionários feridos na Avenida Beira-Mar

Local foi interditado pela Defesa Civil

Escrito por Marcella de Lima e João Lima Neto,

Ceará
Funcionários ficaram feridos com desabamento
Legenda: Funcionários ficaram feridos com desabamento
Foto: Marcela

A laje de um restaurante desabou e deixou duas pessoas feridas, no bairro Mucuripe, na manhã desta sexta-feira (24). De acordo com a Defesa Civil de Fortaleza, uma equipe foi enviada ao local para realizar vistoria. O local foi interditado.

O desabamento aconteceu por volta de 8h30, quando dois funcionários estavam trabalhando no local: um zelador e um operador de caixa. Durante rotina da equipe, a laje caiu.

Assista:

Dois pescadores ouviram o barulho da laje caindo e foram ajudar a retirar os funcionários do restaurante. 

Em vídeo enviado ao Diário do Nordeste, um homem aparece ferido ao chão e sendo em atendimento de equipe de emergência. Uma ambulância do Corpo de Bombeiros aparece nas imagens, além de viaturas da Polícia Militar. 

Ainda não se sabe as causas do desabamento. De acordo com equipe da Defesa Civil, o restaurante foi interditado. A síndica do prédio será notificada ainda hoje. O local só poderá funcionar após contratação de um especialista para avaliar as causas do desabamento. 

Veja nota na íntegra da Defesa Civil

A Defesa Civil de Fortaleza informa que atendeu, na manhã de hoje (24/), uma ocorrência de desabamento parcial em um restaurante localizado na avenida Beira-Mar.

No local, os agentes fizeram uma vistoria técnica e, após avaliação, decidiram pela interdição temporária do imóvel. O restaurante ficará fechado para que as reformas necessárias sejam feitas e os riscos eliminados.

O relatório técnico está sendo elaborado e, até a semana que vem, o proprietário será notificado e instado a resolver a situação com a maior brevidade.

Em caso de qualquer risco, a  Defesa Civil de Fortaleza deve ser acionada via Ciops, através do fone 190. Os agentes trabalham em regime de plantão, 24h, para atender as demandas da população.