Aplicação da 4ª dose da vacina em idosos em Fortaleza deve ser discutida nesta sexta (1º)

Na semana passada, o Ministério da Saúde recomendou o início da administração do novo ciclo vacinal

Escrito por Matheus Facundo e Lucas Falconery,

Ceará
idoso recebendo vacina contra a covid-19 em fortaleza
Legenda: Novo reforço contra a Covid-19 deve ser feito, preferencialmente, com a Pfizer
Foto: Fabiane de Paula

A aplicação da 4ª dose da vacina contra a Covid-19 em idosos acima de 80 anos em Fortaleza deve ser discutida em reunião do Comitê de Enfrentamento à Pandemia nesta sexta-feira (1º). A informação foi dada ao Diário do Nordeste pelo prefeito José Sarto, nesta terça (29)

A 4ª dose do imunizante já vem aplicada no Estado desde 4 de março, mas somente em pessoas imunossuprimidas.

Na última quinta-feira (24), o Ministério da Saúde (MS) recomendou a nova dose, que deve ser, preferencialmente, da marca Pfizer. A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) informou que seguirá a orientação. 

Na segunda dose de reforço deve ser ministrada obedecendo intervalo mínimo de 4 meses após o primeiro reforço (D3). Na ocasião, o Ministério da Saúde disse ainda haver "vacinas da Pfizer suficientes para aplicação neste grupo".

Novos lotes de vacina

Na semana passada, a Sesa informou que ainda não recebeu lotes específicos voltados para o novo ciclo. No entanto, disse que municípios com estoque reserva das vacinas já podem iniciar a aplicação. 

Como o Ceará ainda não recebeu lotes para essa estratégia, a Sesa informou que os municípios que possuem reserva do produto poderão iniciar a aplicação da 4ª dose, mas ponderando à operacionalização dos estoques. 

A pasta recomendou ainda que, antes do início da nova etapa, cada cidade identifique o número de pessoas que estão aguardando ou que estão em situação de "faltosos" para completar o esquema vacinal.