Mudanças de endereço, glamour e preconceito: a vida das mulheres de jogadores de futebol

Dani Souza, esposa de Dentinho, e Thayná de Sampaio, casada com Jefferson Jr, contam as rotinas e os desafios da vida pública

Escrito por Lívia Carvalho, livia.carvalho@svm.com.br

Verso
Legenda: Dani com Dentinho e os filhos na casa nova em Fortaleza
Foto: Arquivo pessoal

Morar em diferentes países, ter artigos de luxo e amigos famosos. Quem assistiu à série documental “Soy Georgina”, na Netflix, deve ter desejado a vida de Georgina Rodriguez, esposa de um dos maiores jogadores de futebol do mundo, Cristiano Ronaldo.  

Ou mesmo quem acompanha as redes sociais da cearense Karoline Lima, ex do jogador do Real Madrid, Éder Militão. Em um dos jogos do zagueiro, a influenciadora foi com um ‘look’ de grife e brincou com a situação, já que, quando morava em Fortaleza, pegava ônibus para andar pela cidade. 

Porém, na realidade, esse é apenas um recorte das rotinas de algumas esposas de jogadores de futebol. Muitas acabando enfrentando preconceito, críticas e mudanças de endereços constantes conforme as contratações do marido. 

É o que conta a catarinense Dani Souza, esposa de Dentinho, jogador que atualmente integra a equipe do Ceará Sporting Club. Casada com o atacante desde 2012, a empresária relata que no início ouviu que estava com ele por interesse e que o relacionamento não ia durar.  

“A gente passou uns oito meses namorando escondido e quando assumimos o relacionamento, a gente foi muito rejeitado. Fui muito discriminada, naquela época eu já entendi o cancelamento. Diziam que era interesse, que não durava um mês. Sofri bastante, porque a crítica maior era em cima de mim”.  
Dani Souza
empresária

Naquela época, Dani ainda era conhecida como Mulher Samambaia, a primeira panicat do programa ‘Pânico na TV’. “O hate foi tanto que fomos embora pra Ucrânia”. O casal morou por uma década no país europeu até o fim do contrato de Dentinho com o clube Shakhtar Donetsk, em novembro de 2021.  

Legenda: Dani relata que, no início do relacionamento, foi muito criticada pelo público
Foto: Kid Junior

Mudanças de endereço 

Dani e Dentinho fazem a capital cearense de morada desde março deste ano. A empresária relata que, embora faça questão de acompanhar o marido nas mudanças, é difícil não ter um endereço fixo.  

“É bem ruim você estar numa cidade que não conhece nada nem ninguém. Até conseguir se adaptar é bem complicado. Chegamos e levei três meses até conseguir organizar tudo, filhos na escola, conhecer lugares básicos, como supermercado, farmácia, e ainda não consigo andar pela cidade sozinha. Dependo do GPS pra tudo”.   

De acordo com o Dani, os três filhos do casal (Bruno Lucas, de 9 anos, e as gêmeas Rafaella e Sofia, de 7) também sentem as mudanças, pois precisam mudar de escola, fazer amigos e montar uma outra rotina em uma nova cidade.  

Legenda: Dani e os filhos em viagem a Paris
Foto: Reprodução/Instagram
Legenda: Dani com os filhos e o marido, Dentinho
Foto: Reprodução/Instagram
Legenda: A empresária e o atacante na festa de casamento
Foto: Reprodução/Instagram
Legenda: A influenciadora durante viagem a Nova York
Foto: Reprodução/Instagram

A cearense Thayná de Sampaio já acumula quatro ‘CEPs’ diferentes desde quando casou com o jogador Jefferson Jr, há três anos. O casal se conheceu quando o meio-campista jogava no Fortaleza Esporte Clube em 2017 e engataram um relacionamento.  

Em 2018, foram para São Paulo, terra natal de Jefferson, quando surgiu uma oportunidade de contratação em um time de lá, porém, não foi para frente até que ele recebeu uma proposta para integrar o elenco do Gaziantep FK, clube da Turquia.  

“Moramos na Turquia por quatro anos, boa parte do nosso relacionamento vivemos lá, mas aí neste ano surgiu a proposta pra que ele fosse jogar no Moreirense Futebol Clube, um time português. Estamos aqui desde janeiro. Sinto muita saudade da minha família, mas antes de conhecê-lo eu já tinha vontade de morar em outro estado”.  
Thayná de Sampaio
publicitária

Legenda: Thayná e Jefferson, quando o atleta jogava na Turquia
Foto: Arquivo pessoal

Trabalho e a internet 

Essas mudanças, contudo, impedem que essas mulheres tenham um emprego ‘tradicional’ e encontram na internet uma forma de ter uma renda e uma profissão. Thayná é publicitária de formação e até tentou manter os clientes que tinha quando atuava como social media, porém a diferença no fuso horário entre Brasil e Turquia atrapalhou a rotina.  

“Em Fortaleza, eu tinha uma rotina, quando nos mudamos surgiram outras demandas e não consegui ter tempo pra suprir isso. Então, pensei que poderia trabalhar com internet, mas de uma outra forma e comecei a compartilhar meu dia a dia, curiosidades sobre o país, como é morar na Turquia, etc”, detalha.  

Hoje, Thayná acumula quase 15 mil seguidores no Instagram e conta ter um público fiel que adora acompanhar as viagens e detalhes sobre a vida de quem mora em outro país. “Descobri que as brasileiras amam novelas turcas, elas sempre me pediam pra ir aos locais que passavam nas novelas pra fotografar”.  

Legenda: Thayná e Jefferson após vencer campeonato em time na Turquia
Foto: Reprodução/Instagram
Legenda: No Instagram, Thayná compartilha detalhes de viagens e rotina de imigrante
Foto: Reprodução/Instagram
Legenda: Thayná e o marido Jefferson em viagem
Foto: Reprodução/Instagram
Legenda: Click de Thayná em viagem na Disney
Foto: Reprodução/Instagram

Dani já era famosa e comandava os próprios empreendimentos antes mesmo de ser casada com Dentinho, então ser influenciadora digital foi uma consequência desse movimento. As quase duas milhões de pessoas que a acompanham veem hoje as diversas facetas: a Dani empresária, mãe, esposa e mulher.  

Segundo ela, trabalhar com a internet e até à distância facilita bastante. “Tenho negócios que administro de longe e funciona tudo bem, é corrido, complicado, tanto que cobram bastante minha presença nas redes sociais porque nem sempre consigo aparecer, mas é ótimo”. 

Legenda: A empresária conta que a vida de esposa de jogador não é só glamour
Foto: Kid Junior

Relação com torcedores  

Além disso, Thayná afirma ter tido uma boa relação com os torcedores dos times pelos quais Jefferson passou. “Recebia muita interação de carinho, pedindo camiseta, vídeos pra mandar pra criança. 

 

“Teve um momento na Turquia que uma criança pediu pra tirar uma foto e, nesse jogo, o Jefferson não jogou porque tava machucado, e eu disse que ele não tava aqui, mas era comigo que ele queria tirar foto”, lembra.  

Apesar disso, a publicitária afirma que ainda sente certo preconceito por conta do status de relacionamento, algo até bem difundido pelo termo de 'maria chuteira'. 

Legenda: No Instagram, Thayná compartilha rotina e dicas de viagem
Foto: Arquivo pessoal

“Já cheguei a receber mensagens de pessoas dizendo que só consigo viajar ou ter a vida que tenho por causa dele. Esse discurso me incomoda como se só fizesse algo porque sou mulher de jogador, mas essa é a profissão dele e isso não é minha personalidade. É muito reducionista”.  

Embora tenha sido bastante criticada no início do relacionamento, Dani afirma que isso acabou mudando com o passar dos anos e, hoje, sente mais aceitação por parte do público e fãs do jogador. “Hoje, o pessoal tá acompanhando mais nossa vida, eu tinha um canal no YouTube. Teve muito preconceito porque as pessoas não sabiam da minha vida particular”.  

Recém-chegados no Ceará, a empresária disse que está ansiosa para que ela possa entrar mais em campo, pois, desde que chegou, Dentinho sofreu lesões. Ao todo, só foram oito partidas disputadas por ele com a camisa do alvinegro.  

"Quero muito que ele jogue pra que as pessoas vejam o excelente profissional que ele é. Não vi nenhum torcedor ainda comentando nada negativo, mas a gente acaba sofrendo com isso, porque ele quer jogar, todas as esposas sofrem quando o marido não joga”.