Chloé Zhao é 2ª mulher a vencer Oscar de melhor direção na história; veja outros destaques

A cineasta foi a responsável pela direção do filme 'Nomadland'

Chloé Zhao no Oscar 2021
Legenda: Chloé Zhao já havia sido apontada como favorita ao prêmio
Foto: AFP

Chloé Zhao foi a vencedora do Oscar de melhor direção por 'Nomadland'. Agora, ela é a segunda mulher a vencer o prêmio na história, depois de Kathryn Bigelow, que ganhou em 2010 pelo filme "Guerra ao Terror".

A diretora de 39 anos já tinha feito história ao ser a primeira cineasta não branca a ser indicada à categoria.
Ela e Emerald Fennell, de "Bela Vingança", foram a sexta e a sétima mulher da história a serem indicadas na categoria. No entanto, Zhao era a favorita.

História de 'Nomadland'

Protagonizado por Frances McDormand, de "Três Anúncios para um Crime", o filme narra a história de Fern, uma mulher que após perder o emprego passa a viver como nômade pelas estradas dos Estados Unidos.

"Tenho pensado muito em como eu continuo quando as coisas ficam difíceis", disse, em discurso, neste domingo. "Quando eu estava crescendo na China, meu pai e eu costumávamos a jogar esse jogo, nós memorizávamos poesias chinesas e recitávamos juntos e tentávamos terminar as frases um do outro."

"A primeira frase [de uma delas] é 'as pessoas ao nascer são boas', e aquelas palavras tiveram tanto impacto em mim quando criança. E eu ainda acredito nelas, mesmo que o oposto pareça verdade, eu sempre achei bondade nas pessoas que eu encontrei pelo mundo."

Youn Yuh-jung também faz história

A atriz Youn Yuh-jung entrou para a história como a primeira coreana a vencer um Oscar, neste domingo. Ela é também a segunda mulher asiática a ganhar o prêmio de melhor atriz coadjuvante, depois da japonesa Miyoshi Umeki, de "Sayonara".

Youn é uma atriz bastante conhecida na Coreia do Sul, mas ganhou os holofotes nos Estados Unidos –e no resto do mundo– como a simpática e resmungona avó da família de "Minari", de Lee Isaac Chung.

O filme de Chung acompanha um casal coreano que se muda para os Estados Unidos em busca de uma vida melhor, apostando em vender produtos agrícolas para a comunidade de imigrantes do estado do Arkansas.

Apesar de estrelar um filme americano, Youn interpreta seu papel totalmente em coreano. A vitória coroa mais um ano de sucesso do país asiático no Oscar –no ano passado, o grande vencedor foi "Parasita", de Bong Joon-ho, que levou prêmios como melhor filme e diretor.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de entretenimento?