Camilo diz que retomada gradual da economia pode regredir se casos de Covid-19 voltarem a crescer

Anúncio foi realizado em publicação nas redes sociais do governador na tarde desta segunda-feira (29)

Legenda: O governador ainda ressaltou que as decisões tomadas seguem a Ciência e têm como "prioridade absoluta" a proteção à vida
Foto: Foto: Reprodução/Facebook

O governador Camilo Santana afirmou que o processo de retomada da enconomia no Ceará pode regredir de fase caso a populção não respeite o isolamento social e os casos de Covid-19 voltem a subir no estado. O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira (29), por meio das redes sociais. 

"Tenho alertado que a situação não é de normalidade. A epidemia continua. O cenário ainda é de preocupação. Tenho visto imagens de aglomerações injustificáveis. É preciso responsabilidade. Se não houver consciência de todos, os números da Covid podem voltar a subir e o Processo de Retomada Econômica não avançará, podendo, até mesmo, regredir e negócios serem novamente fechados, o que não queremos que ocorra", alertou o chefe do executivo. 

Apesar de reafirmar a importância da economia para o estado, Camilo fez um apelo à população para que seja respeitado o isolamento social, alertando para que as pessoas só saiam de casa quando houver necessidade.

"A economia é importante, as pessoas precisam voltar a trabalhar, mas muita gente está ignorando os alertas e colocando sua vida e a dos outros em risco. Essa luta só será vencida se todos colaborarem. Só saia de casa quando for necessário, e sempre usando máscara. Somente juntos iremos vencer essa pandemia", finalizou.

Ceará ultrapassa marca de 6 mil óbitos por Covi-19

O Ceará ultrapassou 6 mil mortes decorrentes da Covid-19 nesta segunda-feira (29). Os dados foram repassados pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) às 16h13, por meio da plataforma IntegraSUS. Ao todo, já são 6.076 óbitos. O Estado contabiliza ainda 108.225 casos confirmados da doença. 

Fortaleza permanece como município com maior acúmulo de casos confirmados e óbitos pelo coronavírus, com 35.081 e 3.276, respectivamente. Na Região Metropolitana, as cidades de Caucaia (3.551 casos e 275 mortes) e Maracanaú (3.563 casos e 211 mortes) lideram em diagnósticos. 

Nas regiões norte e sul do Estado, Sobral (6.404 casos e 225 mortes) e Juazeiro do Norte (1.564 casos e 85 mortes) registram as maiores taxas de infectados, sendo a cidade da região norte a segunda com maior número de casos, ficando atrás somente da capital. 

Os dados do IntegraSUS também mostram que 83.670 pacientes receberam alta hospitalar ou ficaram livres da doença até o momento. 

Ao todo, já foram aplicados 265.744 testes para identificar pacientes com a Covid-19. Outros 61.895 casos estão a espera dos resultados e permanecem em investigação. No Ceará, a letalidade da doença é de 5,6%. Ainda segundo o IntegraSUS, 12 mortes foram registradas nas últimas 24 horas. 

Os números apresentados pela Secretaria, porém, fazem referência à disponibilidade dos resultados dos testes para detectar a presença dos vírus, o que não corresponde necessariamente à data da morte ou do início da apresentação dos sintomas pelo paciente. 

A taxa de ocupação dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e das enfermarias estão em 74,37% e 44,45%, respectivamente.