Calote da gigante chinesa Evergrande: o que se sabe sobre o caso

Mercados, inclusive o brasileiro, amargam perdas com preocupação global causada pelo derretimento da empresa chinesa

Legenda: Evergrande é uma gigante do setor imobiliário de Xangai e a crise na empresa tem causado temor nos mercados pelo mundo
Foto: Vivian LIN/AFP

Um empresário do setor imobiliário de Xangai perdeu nesta segunda-feira (20) mais de US$ 1 bilhão em consequência dos temores de um possível colapso da empresa Evergrande, gigante do setor na China. Este cenário tem causado pânico no mercado financeiro de Hong Kong.

O empresário em questão é o presidente do Sinic Holdings Group, Zhang Yuanlin, que viu nesta segunda-feira (20) seu patrimônio líquido derreter de US$ 1,3 bilhão para US$ 250,7 milhões durante a tarde, informou a revista Forbes.

De acordo com a revista, a empresa Yuanlin foi obrigada a paralisar suas operações em Hong Kong, após uma queda de 87% do valor de suas ações na Bolsa local.

Crise no setor imobiliário

Yuanlin, que apareceu este ano na lista de bilionários do mundo compilada pela Forbes, fez sua fortuna com a venda de apartamentos de alto nível. Agora, o setor se encontra muito vulnerável, diante do possível colapso do gigante imobiliário Evergrande. O pânico é grande entre os investidores.

O presidente do Sinic Holdings Group experimentou, de repente, um forte aumento no volume de negociação de seus títulos nas horas que antecederam a suspensão de sua cotação. Um porta-voz da empresa não respondeu aos pedidos de comentários da AFP.

Por que os mercados estão em pânico?

A empresa é uma das muitas que observam fortunas desaparecerem pelo temor dos investidores de que a Evergrande, uma das gigantes do setor na China, não pague os vencimentos nesta semana, já que tem dívidas superiores a US$ 300 bilhões.

Nesta segunda, as ações da Evergrande chegaram a cair 19% e fecharam em baixa de 10,24%. O índice Hang Seng de Hong Kong teve desvalorização de mais de 3%, liderado por imobiliárias.

Isso ocorre após a Bloomberg noticiar que existe risco de a Evergrande não pagar os juros de empréstimos bancários com vencimento para a próxima quinta (23): cerca de US$ 83,5 milhões em juros de um título em dólares e um cupom de US$ 36 milhões de um título onshore também com vencimento para quinta.

Economistas avaliam que o setor imobiliário é importantíssimo para o crescimento da China e sempre que o país asiático passa por algum tipo de sufoco no processo de retomada da economia, o mundo sente os efeitos.

Vários cálculos indicam que o setor imobiliário representa mais de 25% do Produto Interno Bruto (PIB) chinês, o que explica os temores de que a crise tenha grande repercussão na economia nacional e mundial.

Impacto na Bolsa do Brasil

No Brasil, por exemplo, o Ibovespa opera em forte queda de mais de 3% nesta segunda sob efeito das ações da Vale e da Petrobras, que sofrem de forma direta os impactos da desaceleração na economia chinesa.

Quais as áreas de atuação da Evergrande?

A ascensão da Evergrande na primeira década do novo milênio levou a empresa a diversificar os negócios, a exemplo da compra do Guangzhou Football Club, em 2010.

A Evergrande também investiu bilhões em carros elétricos e parques temáticos, entrou no ramo de seguros, comprou uma fatia de um banco e ingressou na indústria fonográfica. Além disso, também participou de projetos na indústria alimentícia.

Fundada em 1996 como Grupo Hengda, na cidade de Guangzhou, a Evergrande foi criada por Xu Jiayin. O crescimento da empresa acompanhou o desenvolvimento da China entre os anos 2000 e 2010, com vários lançamentos e conjuntos imobiliários.

Mas muitos desses canteiros de obras correspondentes aos lançamentos e conjuntos imobiliários estavam vazios, o que levantou uma suspeita sobre especulação imobiliária.

Alguns anos depois, ficou confirmado que o setor imobiliário chinês estaria se preparando para receber a população do campo. Com a urbanização no país asiático, a Evergrande cresceu ainda mais.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados