Lula promete obras de Saúde e Educação para 28 cidades do Ceará; veja locais

Pacote de investimentos de R$ 788,9 milhões foi divulgado em evento no Palácio da Abolição, na manhã desta quinta-feira (20)

Escrito por Theyse Viana , theyse.viana@svm.com.br
Legenda: Anúncio de novo Hospital Universitário da UFC, em Fortaleza
Foto: Fabiane de Paula

As áreas da saúde e da educação pública do Ceará devem ganhar reforços nos próximos semestres, por meio de um pacote de investimentos no ensino superior anunciado pelo Governo Federal, na manhã dessa quinta-feira (20), em visita do presidente Lula a Fortaleza.

No evento, sediado no Palácio da Abolição, foi detalhado um investimento de R$ 505,4 milhões para universidades federais, distribuídos entre consolidação dos campi (R$ 129 mi), expansão (R$ 60 mi) e estruturação de hospitais universitários (R$ 316,4 mi).

Para os institutos federais, o Ministério da Educação (MEC) destacou a destinação de R$ 150 mi voltados à expansão da rede, com seis novas unidades; e R$ 40,3 mi para fortalecimento dos campi atuais, com a construção de restaurantes universitários (RUs).

Outros R$ 83,2 milhões serão investidos em contrapartida por terrenos do Estado e de municípios.

Veja também

Entre as obras de consolidação, que se referem ao fortalecimento e reforma de equipamentos já existentes, estão a construção de novos blocos acadêmicos, bibliotecas e quadras poliesportivas em campi de instituições federais cearenses:

  • Universidade Federal do Cariri (UFCA): novo restaurante universitário, biblioteca e blocos acadêmicos;
  • Universidade Federal do Ceará (UFC): novos blocos acadêmicos, quadras e bibliotecas;
  • Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab): novos laboratórios e salas, residências universitárias e ginásio poliesportivo.

Já para ampliar o número de campi universitários no Estado, serão construídos pelo menos dois novos:

  • Campus Iracema da UFC: com investimento de R$ 40 milhões, o novo campus está em instalação no bairro Praia de Iracema, onde seria o Acquario Ceará; e reunirá a nova sede do Instituto de Ciências do Mar (Labomar), o Centro Tecnológico de Ciências Naturais (CTCN) e um equipamento de cultura, arte e eventos.
  • Campus Baturité da Unilab: novo campus no Maciço vai sediar o curso de Medicina da universidade, em prédio onde funcionava uma escola, como informou Camilo Santana. O investimento será de R$ 60 milhões.

Legenda: Maquete eletrônica de um dos novo campus do IFCE no interior do Ceará
Foto: Reprodução/Governo Federal

Entre as intervenções para expandir as vagas de ensino superior está ainda a construção de novos campi de universidades e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). 

Seis deles já haviam sido anunciados pelo MEC em março deste ano, incluindo dois novos em Fortaleza. O detalhamento de onde essas duas novas unidades serão instaladas na capital cearense, contudo, foi divulgado apenas hoje: 

  • Campus São Gerardo: funcionará na antiga sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na avenida Bezerra de Menezes;
  • Campus Messejana: com 31 hectares de área, ficará na CE-040, segundo Camilo Santana; o ministro projeta que “talvez seja o primeiro a funcionar dos 100 novos” no Brasil.

Ambos terão início das aulas no primeiro semestre de 2025, conforme garante o MEC. Para dar conta do crescimento, o ministro Camilo Santana reconheceu a necessidade de “fazer concursos públicos para ampliar o quadro de professores e servidores” federais.

Já o presidente Lula frisou que “o investimento na educação é uma coisa prazerosa”, e que tem a intenção de mitigar as desigualdades de acesso à educação no País.

“Quero que os filhos de famílias humildes tenham o que não pensavam que conseguiriam ter. Estou retribuindo ao povo nordestino o direito de estudar, trabalhar, pesquisar, de ser mestre, doutor. Nascemos pra ser iguais”, disse, emocionado, durante discursos no evento.

Hospitais Universitários

Complexo Hospitalar da UFC
Legenda: Prédio em construção (atrás) e novas instalações da Meac (à frente, em amarelo e rosa) devem compor Distrito de Inovação em Saúde da UFC no bairro Porangabuçu
Foto: Divulgação/CH-UFC/Ebserh

Integrando educação e saúde, a rede de hospitais universitários do Ceará – que atende pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e tem parte do quadro composto por estudantes universitários – também será expandida.

Como o ministro da Educação havia adiantado em reunião com reitores das universidades, no dia 10 deste mês, a Universidade Federal do Cariri (UFCA) contará com um Hospital Universitário, o HUCA.

O investimento na unidade de saúde no interior do Ceará será de R$ 200 milhões, conforme o MEC, e o HU da UFCA terá 200 leitos e 80 novos médicos por ano.

Já em Fortaleza, serão destinados R$ 80 milhões ao novo HU da UFC, que terá 201 leitos e funcionará no Complexo Hospitalar da Universidade. Os equipamentos serão geridos pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

A ministra da Saúde, Nísia Trindade, também compareceu ao evento de anúncio e destacou a relevância das novas estruturas de educação para fortalecer a saúde.

“Não existe saúde de qualidade sem formação voltada para educação de qualidade, com compromisso com o SUS e uma formação humanista”, frisou.

Nísia Trindade, ministra da Saúde, em evento no Ceará
Legenda: Nísia Trindade, ministra da Saúde, destacou Ceará como referência em áreas da saúde
Foto: Fabiane de Paula

A titular da Pasta federal apontou, ainda, que o Ceará é exemplo na área da saúde, e reforçou que a construção de hospitais universitários deve contribuir para formar os estudantes e “fazer o SUS chegar com muita qualidade e compromisso à nossa população”.

“Ver esse evento no Ceará, com a sua tradição em medicina de comunidade, de agentes comunitários de saúde e tantas outras iniciativas referência no Brasil, nos enche de orgulho. O Ceará foi referência para todo o trabalho das policlínicas”, pontuou Nísia.

Veja resumo de obras de educação e saúde por cidade:

  1. Fortaleza: Campus Iracema da UFC, novo Hospital Universitário da UFC, novas instalações da Maternidade Escola (Meac/UFC), novos campi do IFCE em Messejana e São Gerardo;
  2. Crateús: novo bloco do curso de Odontologia;
  3. Quixadá: construção de novo bloco didático da UFC e de restaurante universitário do IFCE;
  4. Russas: novo prédio do curso de Medicina da UFC;
  5. Sobral: restauração do prédio da biblioteca e quadra esportiva da UFC;
  6. Itapajé: construção de quadra poliesportiva da UFC;
  7. Juazeiro do Norte: novo Hospital Universitário da UFCA e construção de RU e nova biblioteca;
  8. Crato: novo hospital veterinário da UFCA;
  9. Barbalha: construção de novo bloco acadêmico na UFCA;
  10. Brejo Santo: novo bloco acadêmico da UFCA;
  11. Icó: novo bloco acadêmico da UFCA;
  12. Baturité: novo campus da Unilab;
  13. Redenção: urbanização de prédios acadêmicos da Unilab, conclusão de laboratórios e salas de aula, conclusão de residências universitárias, construção de novo ginásio poliesportivo;
  14. Mauriti: novo campus do IFCE;
  15. Campos Sales: novo campus do IFCE;
  16. Cascavel: novo campus do IFCE;
  17. Lavras da Mangabeira: novo campus do IFCE;
  18. Acaraú, Acopiara, Aracati, Boa Viagem, Canindé, Itapipoca, Jaguaribe, Limoeiro do Norte, Maranguape, Tabuleiro do Norte e Tauá: restaurantes estudantis do IFCE.
Os destaques das últimas 24h resumidos em até 8 minutos de leitura.