Izolda Cela mantém decreto estadual e recomendação do uso de máscaras em locais fechados

Decisão foi tomada após reunião do Comitê Estadual nesta sexta-feira (24)

Escrito por Redação,

Ceará
Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia
Legenda: Decreto de enfrentamento à covid-19 é mantido no Ceará
Foto: Divulgação Governo do Ceará

Após reunião do Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia, nesta sexta-feira (24), a governadora Izolda Cela resolveu manter as medidas do decreto vigente de enfrentamento à pandemia, com a recomendação do uso de máscaras de proteção em locais fechados. 

"Seguimos com a recomendação do uso de máscaras em locais fechados, sobretudo escolas, e espaços abertos com aglomeração", disse a governadora. O uso do item de proteção, conforme destaca Izolda, permanece obrigatório no transporte coletivo e nas unidades de saúde (hospitais, UPAs, postos de saúde, policlínicas, etc).

"Reforço, mais uma vez, a importância de todos se vacinarem. Procurem os locais de imunização para receberem as doses de reforço. Seguiremos intensificando as ações de vacinação em todo o Estado", diz. 

Aumento de casos positivos

Ainda conforme a governadora, os números no Estado têm mostrado aumento da positividade de casos da Covid, o que não tem influenciado em alta na quantidade de internações graves, nem no registro de óbitos, em razão dos índices de vacinação, atribui Izolda. 

Atualmente, 91,12% dos cearenses completaram o esquema inicial de vacinação (primeira e segunda doses), segundo dados do governo do Estado, e 60,36% tomaram a primeira dose de reforço. Mais de 21 milhões de doses foram aplicadas no Ceará.

Quase 600 mil pessoas no Estado, no entanto, não completaram o esquema básico com a 2ª dose no Ceará. Até essa terça-feira (21), 8,1 milhões de cearenses tomaram a 1ª dose, mas apenas 7,5 milhões voltaram para a segunda aplicação: ou seja, 582 mil pessoas não completaram a imunização, segundo o Vacinômetro da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa).