Hidratação com babosa: 4 receitas simples para fazer em casa

Devido à ação cicatrizando e hidratante, a babosa consegue devolver a água aos fios e promover um efeito brilhante

Escrito por Carol Melo, carolina.melo@svm.com.br

Ser Saúde
Mulher com cabelo molhado, usando um roupão, pega creme de tratamento capilar com a mão em um cenário branco
Legenda: A erva possui ação anti-inflamatória, imunomoduladora, antimicrobiana e antiviral
Foto: Shutterstock

Usar plantas que possuem propriedades medicinais para o tratamento de doenças é comum no Brasil. No entanto, algumas dessas ervas terapêuticas também podem possuir nutrientes que auxiliam na saúde dos cabelos e da pele, como é o caso da babosa.   

A erva, que também é conhecida como aloe vera, é do tipo suculenta — vegetal que possuo raiz, talo ou folhas engrossados para armazenar água em abundância — e é nativa do continente africano, mas é usada no mundo inteiro devido às características benéficas.  

Geralmente a parte utilizada da planta é o gel presente na parte interna das folhas, que pode ser retirado com auxílio de uma colher. Ela pode ser cultivada em casa, ou em apartamento.  

Quais os benefícios da planta 

Colher de madeira com gel de babosa sobre uma superfície de madeira ao lado de algumas folhas de madeira
Legenda: O uso interno da erva é contraindicado, pois ela possui compostos antraquinônicos que são tóxicos
Foto: Shutterstock

Aloe vera possui ação anti-inflamatória, imunomoduladora — nutrientes que atuam diretamente no fortalecimento do sistema imunológico —, antimicrobiana e antiviral.

Rica em compostos como alguns flavonoides, aminoácidos, lipídios, carboidratos, vitamina C e E, além de minerais, barbalodina, aloína, aloetina, resinas, mucilagens, taninos e ácido pícrico, a planta possui ação protetora da pele e do couro cabeludo, atuando na cicatrização de feridas, conforme a dermatologista Hercilia Queiroz*. 

O uso interno da erva medicinal é contraindicado, pois ela possui compostos antraquinônicos que são nefrotóxicos — substâncias com potencial risco de causar lesão nos rins — quando ingeridos em altas doses, podendo causar, especialmente em crianças, intensa retenção de líquidos, que pode ser fatal. 

A aloe vera também é utilizada na indústria de cosméticos e produtos farmacêuticos por apresentar propriedades laxantes

Como usar babosa na pele 

Estudos científicos demonstram que a planta medicinal atua na proteção e cicatrização de ferimentos, picadas de inseto, eczemas e cortes. Devido às propriedades antimicrobianas, a babosa é capaz até reduzir o risco de infecções locais, revela a especialista.   

O uso tópico da babosa é indicado em caso de queimaduras, ferimentos superficiais, hemorroidas inflamadas, contusões, entorses e dores reumáticas, segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Emprapa). 

Como usar babosa no cabelo  

Devido à ação cicatrizando e hidratante, a babosa consegue devolver a água aos fios e promover um efeito brilhante, explica a dermatologista. Ela também pode auxiliar no controle da inflamação presente na dermatite seborreica — conhecida popularmente como “caspa” — no couro cabeludo. 

Receitas  

Folhas de babosa dispostas sobre uma superfície de madeira ao lado de um recipiente de madeira com gel de babosa
Legenda: Geralmente a parte utilizada da planta para fins medicinais é o gel presente na parte interna das folhas
Foto: Shutterstock

Hercilia Queiroz listou algumas receitas, que podem ser feitas em casa, para aproveitar os benefícios da aloe vera. 

Para a pele 

Máscara hidratante 

No rosto a planta pode ser usada combinada com uma máscara de argila hidratante ou anti-inflamatória.  

Ingrediente 

  • 2 colheres de sopa do gel extraído da parte interna das folhas da babosa; 
  • Máscara de argila hidratante ou anti-inflamatória.

Modo de aplicação 

Aplique as duas colheres de sopa do gel na face e, em seguida, use a máscara de argila. Depois enxágue os produtos com água corrente.  

Serúm anti-inflamatório 

Folhas de babosa dispostas sobre uma superfície de madeira ao lado de um copo co gel de babosa
Legenda: O uso tópico da babosa é indicado em caso de queimaduras e ferimentos superficiais
Foto: Shutterstock

Outra receita listada pela médica é o uso combinado da aloe vera com óleo de melaleuca ou de rosa mosqueta.  

Ingrediente 

  • 1 colher de sopa do gel da babosa;
  • 2 a 4 gotas de óleo de melaleuca ou de rosa mosqueta.

Modo de aplicação 

 

Em uma tigela, acrescente o gel da erva e o óleo de preferência. Misture com um pincel. A mistura pode ser massageada na pele com o dedo pontualmente ou em toda a área inflamada a ser tratada.

Para os cabelos 

Hidratação dos cabelos com babosa 

Ingredientes 

  • 2 a 4 colheres de sopa de gel extraído da babosa.

Modo de fazer 

Bata o gel da aloe vera, manualmente ou com o auxílio do liquidificador. Em seguida, aplique a mistura diretamente no comprimento dos cabelos, e no couro cabeludo, mas em menor quantidade. Deixe agir por cerca de 15 a 30 minutos, e depois remova o produto com a lavagem habitual dos cabelos.  

Com a máscara de tratamento 

A babosa também pode ser acrescentada aos cremes de tratamento capilar hidratantes ou reestruturantes já presente em casa, para potencializar o efeito dos produtos. Segundo a dermatologista, o uso recomendado desta receita é de uma vez por semana.  

Ingredientes 

  • 1 a 2 colheres de sopa de gel extraído da babosa; 
  • Máscara de tratamento capilar.

Modo de aplicação 

Misture as duas substâncias e deixem agir pelo tempo recomendado pelo creme de tratamento. Em seguida, enxágue o cabelo e dê seguimento a lavagem normalmente.  

Nutrição do cabelo com babosa 

Mulher seca o cabelo com uma toalha branca
Legenda: Devido à ação cicatrizando e hidratante, a babosa consegue devolver a água aos fios e promover um efeito brilhante
Foto: Shutterstock

O gel da erva também pode potencializar a umectação com os óleos de rícino, abacate ou até mesmo de coco. 

Ingredientes 

  • 1 colheres de sopa rasa de gel extraído da babosa;
  • Óleo de sua preferência. 

Modo de aplicação 

Acrescente o gel ao óleo e misture, manualmente ou com o auxílio de um liquidificador, e aplique no cabelo para otimização dos efeitos umectantes e hidratantes.

*Dra. Hercilia Maria Carvalho Queiroz é médica dermatologista, com CRM 12.114 e registro RQE 6543. Formada em medicina pela Universidade Estadual do Ceará (Uece), ela fez pós-graduação em Dermatologia e residência médica pelo Hospital Universitário Walter Cantídio, da Universidade Federal do Ceará (UFC). Mestranda em Ciências Médicas pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR), ela recebeu o título de especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e Associação Médica Brasileira (AMB), além de ser membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. 

 

Assuntos Relacionados