PIB do Ceará deve crescer 5,8% em 2021 e 3,1% em 2022, aponta estudo

Avaliação é do Núcleo de Pesquisas Econômicas da Universidade de Fortaleza (Unifor)

Legenda: Ainda de acordo com o boletim, o cenário provável aponta uma atividade econômica de 5,8% para 2021 e de 3,1% para o ano de 2022
Foto: Fabiane de Paula

O Núcleo de Pesquisas Econômicas da Universidade de Fortaleza (Unifor) projeta um crescimento de 5,8% para o Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará em 2021 em um cenário provável, conforme boletim publicado nesta segunda-feira (26). Neste mesmo cenário, a atividade econômica do Estado em 2022 deve avançar 3,1%.

Ainda de acordo com o boletim, o cenário otimista aponta um PIB de 7,3% para 2021 e de 4,5% para o ano de 2022. A expectativa é explicada, em grande parte, pelo "aumento do processo de vacinação, bem como pelo equilíbrio fiscal das contas públicas do Estado".

Conforme as perspectivas no boletim, esse equilíbrio fiscal das contas vem permitindo ao Governo do Ceará apresentar "um alto nível de investimento público em relação à sua receita corrente líquida", favorecendo a cadeia de produção da construção civil e contribuindo para aumento de massa salarial e arrecadação de tributos.

O documento também traça a expectativa para a atividade econômica cearense em um cenário mais pessimista, com projeções de crescimento de 4,2% em 2021 e de 1,8% em 2022.

Índice de Ações Cearenses (IAC)

O boletim também destaca o desempenho das ações de empresas cearenses registradas em bolsas de valores por meio do índice de Ações Cearenses (IAC). O índice acumula variação negativa de 0,97% no primeiro semestre de 2021, enquanto o Ibovespa acumula uma variação positiva de 6,54%.

"O mês de maio foi marcado por uma leve retomada na economia do Ceará e um bom retorno do IAC. No mês de junho com a abertura quase completa da economia o IAC registrou elevação de 0,21% e o Ibovespa valorizou 0,46%", diz o relatório.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios