Governo negocia instalação de refinaria no Pecém

O governador Camilo Santana assinou um memorando de entendimento com a Noxis Energy para construção do empreendimento na ZPE

O governador Camilo Santana anunciou nesta quarta-feira (16) a assinatura de um memorando de entendimento com a empresa Noxis Energy para a instalação de uma refinaria de petróleo na região da Zona de Processamento de Exportação (ZPE), no Pecém. “A previsão inicial da companhia é implantar o projeto em 30 meses, gerando 150 empregos diretos e 3 mil empregos indiretos”, disse o governador, na manhã desta quarta, em suas redes sociais.

Com um investimento previsto de R$ 4,240 bilhões, a refinaria terá como principal produto o óleo combustível marítimo (bunker), com a capacidade de refino de 50.000 BBL/dia, e quando totalmente implantada a produção prevista é de 1,5 milhão de toneladas/ano de combustível, até 2025. O prazo para a implantação será de 30 meses após o licenciamento ambiental.

A Noxis Energy é uma empresa brasileira com sede no Rio de Janeiro que trabalha principalmente no refino de petróleo em plantas instaladas ao longo da costa brasileira.

Em fevereiro, a empresa obteve licença ambiental prévia para construção de uma refinaria de pequeno porte em Sergipe, em um projeto avaliado em US$ 700 milhões com capacidade de processar um volume estimado de 35 mil barris diários de petróleo.

Histórico
Após a desistência da Petrobras de construir uma refinaria no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp), o Governo do Estado buscou firmar uma parceria com investidores chineses para a instalação de uma refinaria no local. Em 2017, o governo assinou um memorando de entendimento com a China Development Bank (CDB) e representantes da companhia chinesa Qingdao Xinyutian Chemical, para a instalação do empreendimento, mas o projeto não foi concluído.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de negócios?

Assuntos Relacionados