Concessão do terminal de trigo do Porto do Mucuripe prevê investimento de R$ 50 mi; edital lançado

Prevista anteriormente para 30 de julho, leilão será realizado no dia 13 de agosto e ficará aberto a propostas até dia 10

Legenda: O terminal ocupa uma área total de 6 mil m² e movimenta, armazena e distribui cargas, com destaque para o trigo.
Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) publicou nesta quinta-feira (24) o edital para o leilão do terminal de granéis sólidos do Porto do Mucuripe. Conforme cronograma, a licitação irá ocorrer no dia 13 de agosto.

Os interessados podem enviar propostas até o dia 10 de agosto. Em 2020, o terminal foi o maior movimentador de trigo do País, com 1,2 milhão de toneladas, ultrapassando o Porto de Santos (1,05 milhão de t).

O vencedor da disputa deverá realizar investimentos na ordem de R$ 50 milhões ao longo dos 25 anos de concessão, recursos que devem ser utilizados para melhorar a infraestrutura e equipamentos necessários para a operação, incluindo obras de derrocamento no berço 103 e aquisição de equipamento descarregador de navios.

O arrendamento prevê pagamentos mensais de R$ 63.231,54 e mais R$ 1,54 por tonelada movimentada para a Companhia Docas do Ceará.

A diretora-presidente da Companhia Docas do Ceará, Mayhara Chaves, ressalta o trabalho da empresa para tornar o Porto e a economia local mais dinâmicos.

"Nossa vocação é conectar o Ceará com o Brasil e o mundo e contribuir com o desenvolvimento socioeconômico do estado e da capital cearense de forma sustentável, onde estamos inseridos", pontua.

O terminal

O Terminal de Granel Sólido Vegetal do Porto de Fortaleza ocupa uma área total de 6 mil m², com capacidade de escoamento da produção de até 769 mil toneladas até o término do contrato.

O equipamento movimenta, armazena e distribui cargas, especialmente o trigo. Somente esse cereal respondeu, nos últimos cinco anos, pela importação de 5,8 milhões de toneladas. A carga veio, principalmente, da Argentina, Estados Unidos e Canadá.

Ao avaliar o desempenho da movimentação de trigo, Chaves reforça que a administração vem trabalhando para consolidar a movimentação desse granel sólido cereal assim como os não cereais e também granéis líquidos. 

“A CDC está a disposição para visitação dos interessados nas instalações a serem arrendadas”, acrescenta a diretora-presidente, que revelou já ter recebido algumas empresas nacionais.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios