Auxílio emergencial: Caixa libera benefício para pessoas nascidas entre julho e dezembro

Esta é a última etapa do pacote de transferência de renda do governo federal para ajudar a superar a crise econômica

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O saque do auxílio emergencial em espécie entra em sua reta final. Entre esta sexta-feira (15) e o próximo dia 27 de janeiro, a Caixa Econômica Federal libera o benefício para pessoas nascidas entre julho e dezembro. Serão pagas parcelas do auxílio original, de R$ 600, e do auxílio extensão, de R$ 300.

Esta é a última etapa do pacote de transferência de renda do governo federal para ajudar a superar a crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus.

Segundo a Caixa, banco responsável pelas poupanças digitais utilizadas para o repasse do dinheiro à população, os saques para quem nasceu entre julho e dezembro poderão ser feitos seguindo o restante do calendário, que vai até 27 de janeiro.

> Auxílio emergencial: 3 sinais para o possível retorno do benefício em 2021

Ao todo, ainda serão liberadas retiradas para 20,4 milhões de pessoas. O número equivale a praticamente metade dos cerca de 40 milhões de beneficiários que entraram neste último calendário.

Leia também:

Quem pode sacar?

Nesta sexta, podem sacar a grana os nascidos no mês de julho. Na segunda (18), será a vez de quem nasceu em agosto. Para os beneficiários nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro, a liberação do saque ocorrerá nos dias 20, 22, 25 e 27, respectivamente.

Entre os próximos grupos com direito ao saque, os beneficiários nascidos em julho somam cerca de 3,4 milhões de pessoas, mesmo número dos de agosto. Já os de setembro e outubro somam, cada um dos grupos, 3,5 milhões, enquanto os de novembro, 3,3 milhões, quantidade igual à de beneficiários nascidos em dezembro.

O auxílio emergencial começou a ser pago em abril de 2020 e, inicialmente, pagou cinco parcelas de R$ 600.
Em setembro, o benefício foi estendido até 31 de dezembro de 2020, mas com o valor é de R$ 300. Mães chefes de família têm direito à cota dupla.

Para saber quanto poderá ser sacado agora, em janeiro, o beneficiário pode consultar o aplicativo Caixa Tem. A liberação para movimentar a grana na poupança social digital, também pelo aplicativo Caixa Tem, começou em dezembro.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios