Polícia conclui que motorista de app que levava Rodrigo Mussi cumpria excesso de jornada

Na época do acidente, o motorista disse que cochilou ao volante antes de bater com caminhão

Escrito por Redação,

Zoeira
Rodrigo Mussi foi um dos primeiros eliminados do BBB 22
Legenda: Rodrigo Mussi foi um dos primeiros eliminados do BBB 22
Foto: Reprodução/Instagram

A Polícia Civil de São Paulo concluiu inquérito que apurava o acidente de trânsito que o ex-BBB Rodrigo Mussi sofreu no dia 31 de março. Júlio César dos Santos Geraldo, delegado que presidiu as investigações, indicou que o motorista de aplicativo Kaique Reis, 24 , foi imprudente e cumpria excesso de jornada.

Segundo a polícia, durante vários dias o motorista cumpriu longas jornadas de trabalho não fiscalizada pelo aplicativo de transporte individual. As informações são do G1.

A polícia informou que Kaique não foi indiciado porque lesão corporal culposa é considerado um crime de menor potencial ofensivo.

Motorista disse que cochilou no volante

Na época do acidente, o motorista disse que cochilou ao volante antes de bater com o caminhão, na Marginal Pinheiros, entre as pontes Cidade Universitária e Eusébio Matoso.

Ele chegou a ser ouvido pela Polícia Civil e liberado. O condutor foi autuado no 51º Distrito Policial (DP), Rio Pequeno, por lesão corporal culposa na direção de veículo automotor — quando não há a intenção de causar o acidente. Kaique responde ao crime em liberdade.

Rodrigo Mussi apresenta avanço na fisioterapia

O ex-BBB Rodrigo Mussi apresentou melhora no quadro de saúde durante fisioterapia nesta terça-feira (3). Segundo o irmão, Diogo Mussi, o empresário "se superou", causando animação pelo processo de recuperação. 

"Fez mais do que pediram, o que gerou muito ânimo na equipe do Instituto. Um 'baita' avanço", compartilhou nas redes sociais. Desde o dia 31 de março, Rodrigo se recupera dos ferimentos causados por acidente de carro.