Valor do PIS/Pasep aumenta para R$ 1.100 com o reajuste do salário mínimo; veja quando sacar

O pagamento é destinado a quem trabalhou com carteira assinada ou como funcionário público em 2019

Com o aumento do salário mínimo no início deste mês, o valor do PIS/Pasep também foi atualizado de até R$ 1.045 para até R$ 1.100, segundo a Caixa Econômica Federal. O pagamento é destinado a quem trabalhou com carteira assinada ou como funcionário público em 2019, ganhou até dois salários mínimos por mês e atuou por, pelo menos, 30 dias. 

Outros requisitos para receber o abono são estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e que o empregador tenha informado os dados do trabalhador corretamente ao governo. O benefício varia conforme o tempo trabalhado no ano.

Como funciona 

Quem trabalhou o ano todo, recebe um salário mínimo. Para quem trabalhou um mês, o abono é proporcional: 1/12 do salário mínimo, o que, pelo valor atualizado em 2021, dá R$ 92.  

Para quem trabalha no setor privado, os pagamentos são feitos no mês de nascimento do trabalhador. No caso de funcionários públicos, segue o número final da inscrição. Confira na tabela:

Quem nasceu de julho a dezembro ou tem número final de inscrição de 0 a 4 já teve o valor liberado no ano passado. Quem nasceu de janeiro a junho ou tem final da inscrição entre 5 e 9 terá o valor liberado neste ano. 

Os trabalhadores que fizerem o saque do PIS em 2021 vão receber com o valor atualizado. Tanto para aqueles que já tiveram o dinheiro liberado ano passado, quanto para os que ainda vão ter. 

O dinheiro fica disponível até 30 de junho de 2021. 

Para quem não é correntista, a Caixa realiza o pagamento por meio do aplicativo Caixa Tem, o mesmo utilizado para recebimento do auxílio emergencial. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados