Motoristas optam pelo etanol diante do aumento do preço da gasolina; veja se vale a pena

A opção é mais vantajosa quando o valor nas bombas é equivalente a 70% ou menos que o preço da gasolina – o que não é o caso no momento

Escrito por Heloisa Vasconcelos, heloisa.vasconcelos@svm.com.br

Negócios
etanol posto de gasolina
Legenda: O etanol compensa se o preço for 70% do preço da gasolina
Foto: Kléber A. Gonçalves/Arquivo

Mesmo sem a proporção entre etanol e gasolina estar vantajosa no momento, motoristas de Fortaleza têm optado pelo combustível de cana-de-açúcar na hora de abastecer o carro. A escolha vem no momento em que os combustíveis passam por altas sucessivas – o preço máximo no Ceará chegou a R$ 7,19 no último levantamento da ANP

A advogada e empresária Ana Beatriz Martins, de 43 anos, está há um mês abastecendo apenas com etanol em protesto ao atual preço da gasolina. Ela acredita que, se os consumidores evitarem o combustível, o preço tende a cair. 

“Eu sei que é desvantajoso, mas mesmo assim eu coloco álcool no meu carro mesmo. Para de comprar gasolina que eles vão baixar, se ninguém comprar o preço vai cair”, considera. 

Segundo ela, não há muita diferença em termos de economia. A consumidora utiliza o carro diariamente para se locomover para o trabalho, a 18 km de sua residência, e o gasto semanal está sendo em torno de R$ 280 reais. 

“Se for abastecer com gasolina meu tanque dá quase 300 reais. Com álcool, fica na faixa de 250, 260 reais. Para mim não fica tão diferente, não dói no bolso. São quase que equivalentes”, conta. 

Rendimento semelhante 

O técnico de informática Fabiano Santos, de 38 anos, também tem optado pelo etanol na hora de encher o tanque. A decisão veio após problemas com gasolina de má qualidade, que causou defeito no veículo. 

“Eu uso meu carro somente nos finais de semana, notei que o álcool estava rendendo o mesmo que a gasolina. Como estava rendendo a mesma coisa, decidi comprar o mais barato”, relata. 

Ele conta que nota que a potência do carro aumenta utilizando o álcool como combustível e precisou ir menos na oficina depois que começou a evitar a gasolina.

“Estou gastando menos com relação a manutenção. A gasolina traz manutenção para você fazer porque muitos postos adulteram a gasolina”, observa. 

O engenheiro mecânico e técnico em manutenção de automóveis Anderson Luiz Dias explica que o etanol de fato traz mais potência ao motor, mas possui um poder calorífico menor, o que traz a necessidade de um volume maior de combustível para a queima.  

Segundo ele, a gasolina tem um poder calorífico maior, diminuindo a frequência da necessidade de abastecimento. Mas, não há necessariamente uma queda na potência. 

“Uma fábrica pode sim calibrar o motor dela e desenvolver todo o motor para ele queimar gasolina e álcool produzindo a mesma potência”, destaca. 

Quando abastecer com álcool? 

O engenheiro mecânico explica que a decisão entre os dois combustíveis deve partir, sobretudo, do preço na bomba. 

Vale aquela regra que todo mundo conhece, quando o etanol atinge até setenta por cento do preço da gasolina, está valendo a pena. Quando ele está acima disso, já não vale mais
Anderson Dias
Engenheiro mecânico

A depender das práticas de direção do motorista, o etanol pode acabar não sendo vantajoso, mesmo quando o preço está abaixo da proporção de 70%. Carros sem manutenção frequente tendem a gastar mais combustível e isso se acentua no caso do álcool, que é mais volátil. 

A situação também depende do carro e mesmo do uso do consumidor. “O uso do etanol vai depender do consumidor, de onde o consumidor roda, em que situação o consumidor usa mais o carro, se ele usa mais na cidade, se ele usa mais nas estradas”, coloca. 

Optar só por um combustível sempre não prejudica o desempenho do carro, mas é um bom hábito revezar entre gasolina comum e aditivada para manter o sistema do veículo sempre limpo.  

“Às vezes é interessante utilizar a gasolina aditivada, certo? Alternar um tanque de aditivado, dois tanques de comum, ou então um abastecimento com comum, outro abastecimento com aditivada, sempre essa alternância”, indica. 

Como economizar combustível? 

A escolha do combustível influencia na economia do motorista, mas algumas práticas podem ajudar o carro a aproveitar ao máximo a gasolina ou etanol. Confira algumas indicações de Anderson Dias: 

  • Mantenha a manutenção do veículo em dia, fazendo troca de óleo e de velas de ignição. Se houver necessidade de troca, o carro pode consumir mais. 
  • O carro deve estar sempre calibrado conforme os padrões de fábrica para diminuir o esforço de locomoção para o motor. 
  • O alinhamento do veículo deve ser um ponto de atenção do proprietário. 
  • Cuidado com vícios de direção. Deve-se buscar, sempre que possível, dirigir em uma velocidade constante, sem acelerações nem freios bruscos. 
  • Evite transportar peso em excesso. 

Veja como fazer o cálculo

O cálculo para se descobrir se o etanol é vantajoso em relação à gasolina é simples. 

O consumidor vai dividir o preço do litro do etanol pelo valor do litro da gasolina. Se o resultado for inferior a 0,7, o álcool é o melhor para abastecer. Se for maior que 0,7, então a gasolina é a melhor escolha.

Confira os exemplos:

Gasolina: R$ 6,94
Etanol: R$ 5,71
Cálculo: 5,71/6,94= 0,82 (gasolina é mais vantajosa)

Gasolina: R$ 7,00
Etanol: R$ 4,50
Cálculo: 4,50/7,00= 0,64 (etanol é mais vantajoso)