Grupo de ciclistas percorre 80km para entregar atividades a alunos da rede pública em Sobral

O projeto começou nesta semana e já beneficiou mais de 30 alunos

Legenda: Para organizar a verdadeira força-tarefa, os 33 membros do Lagartos Selvagens se reúnem de forma virtual e dividem as áreas de atuação.
Foto: Arquivo Pessoal

Os profissionais da área da educação sempre buscaram superar as adversidades impostas em sala de aula. Na pandemia, este esforço precisou se expandir e ir além dos muros da escola. Diante dos desafios impostos, Rhonielle de Magalhães, diretor da Escola de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTI) Israel Leocádio de Vasconcelos, em Aracatiaçu, distrito de Sobral, encontrou um jeito peculiar de atender os alunos com dificuldades no acesso às atividades remotas

Juntamente com grupo de ciclismo Lagartos Selvagens, do qual participa há oito anos, ele vai de porta em porta deixando atividades escolares aos estudantes sem acesso. “Nossa escola recebe meninos e meninas das regiões próximas. A questão da internet é muito complicada, principalmente para os que moram mais afastados”, explica. “Fiz uma planilha desses alunos e repassei aos professores, que a alimentam com material baseado no livro didático”.

Legenda: Os membros da equipe se revezam em sete rotas para a distribuição das atividades.
Foto: Arquivo Pessoal

Até hoje (13) de manhã, mais de 30 alunos já foram beneficiados.

Veja outras iniciativas no interior do Estado em prol da educação:

Para conseguir atingir o máximo de alunos, as aulas também são repassadas na rádio local e ficam arquivadas em um canal no YouTube da instituição. "Muitos alunos acabam indo para a casa de parentes para ter acesso à internet".

Percurso

Desde março deste ano as aulas presenciais estão suspensas no Ceará. Magalhães explica que a ideia da entrega surgiu ainda no primeiro semestre. Porém, por conta da situação no Município - Sobral chegou a ser o epicentro da pandemia no Estado, o projeto só se concretizou nesta quarta-feira (12). “A entrega vai até domingo (16). No dia 24, vamos fazer a mesma rota, mas recolhendo o material. Agora à tarde, já vamos fazer outra entrega”, explica.

Legenda: A estimativa é que entre 50 e 60 alunos de cerca de 20 comunidades mais afastadas sejam atendidos com a iniciativa.
Foto: Arquivo Pessoal

O grupo de ciclismo Lagartos Selvagens é composto por 33 integrantes e liderado por Rhonielle e já tem o costume de realizar movimentos voluntários. Nesta ação, os membros da equipe se revezam em sete rotas para a distribuição das atividades. As distâncias percorridas variam de 24 km a 80 km de distância, considerando ida e volta.

A estimativa é que entre 50 e 60 alunos de cerca de 20 comunidades mais afastadas sejam atendidos com a iniciativa. Para organizar esta verdadeira força-tarefa, os 33 membros do Lagartos Selvagens se reúnem de forma virtual e dividem as áreas de atuação. “No domingo, a gente vai sair às 5h e percorrer cerca de 80 km. Todo mundo usando máscaras de proteção e mantendo o distanciamento”, reforça. 

O material entregue é todo digitalizado, impresso na própria escola. As atividades são organizadas com a ajuda do Movimento Estudantil pela Mudança e Educação (Meme), o grêmio escolar da unidade, em um esforço coletivo. Magalhães ressalta que todo o material é esterilizado antes da entrega com o objetivo de evitar a transmissão do novo coronavírus nas comunidades.

“A maioria a gente entrega nas casas, mas também temos uma lista dos líderes de sala de cada comunicante. Caso o aluno não esteja no momento da entrega, deixamos com estes líderes e ficamos em contato”.

Legenda: O grupo de ciclismo Lagartos Selvagens é composto por 33 integrantes e já tem o costume de realizar movimentos voluntários.
Foto: Arquivo Pessoal

Correio Solidário

Os estudantes do distritito de Aracatiçu também são beneficiados com o projeto Correiro Solidário, desenvolvido pela EEMTI Israel Leocádio de Vasconcelos. O objetivo é também propiciar instrumentos para que os alunos sem acesso à internet tenham o máximo de qualidade possível no processo de ensino-aprendizagem. 

"Temos alunos carentes aqui na comunidade. Como é pequena, com cinco mil habitantes, aproximadamente, a gente vai entregar as atividades na casa e já marcamos o dia do aluno ir deixar na escola. No dia que ele for, em horários já agendados para não ter aglomeração, tem um profissional da escola aguardando e ele faz a devolução", conta o diretor.

Sobral

O município de Sobral soma 10.905 casos confirmados da Covid-19, segundo boletim da Prefeitura divulgado nesta quarta-feira (12). Além disso, um total de 292 pessoas perderam a vida por conta da doença. Apesar disso, o número de casos positivos do novo coronavírus caiu em todas as unidades de saúde da cidade, nesta última semana. Os dados foram informados pela Prefeitura na tarde de hoje (13).

"O número de casos positivos é bem menor que o de negativos nos testes realizados nos postos", informou.

Ainda assim, por conta da situação quanto a limitação no acesso dos alunos à internet, a Secretaria Municipal da Educação optou por adotar um modelo virtual livre em nível municipal. Isso quer dizer que as atividades remotas não contam como dia letivo. O conteúdo será reposto a partir do retorno às atividades presenciais, o que não deve acontecer antes de setembro. Estima-se que as atividades semanais atingem cerca de 90% dos alunos. 

Legenda: As entregas são feitas em áreas afastadas, na zona rural de Sobral.
Foto: Arquivo Pessoal