Nova estrutura do Gonzaguinha do José Walter é inaugurada pela Prefeitura de Fortaleza

Próxima estrutura a ser reformada por completo é o Gonzaguinha de Messejana

Escrito por Redação,

Ceará
Camas elétrica retrátil em uma sala de parto do novo Gonzaguinha do José Walter.
Legenda: Novas instalações contam com camas elétricas retráteis que possibilitam à gestante escolher a melhor posição para o parto.
Foto: Divulgação/Prefeitura de Fortaleza

O Hospital Distrital Gonzaga Mota (Gonzaguinha) do bairro José Walter, em Fortaleza, foi reinaugurado nesta sexta-feira (1º) pelo prefeito José Sarto (PDT). As novas instalações foram construídas ao lado das antigas, que tiveram de ser descartadas devido à precariedade da estrutura. A obra durou quase dois anos e foi iniciada ainda na gestão passada.

De acordo com a prefeitura, o novo Gonzaguinha do José Walter ampliou em 185% sua capacidade de atendimento, passando a disponibilizar 154 leitos para a população — antes, eram apenas 54. "Há, agora, uma modernização na engenharia hospitalar, adequando-se às novas regulamentações", disse Sarto durante a inauguração.

Samuel Dias, secretário municipal da Infraestrutura (Seinf), reforçou que o projeto do hospital se adequa a novas normas de estrutura e funcionamento hospitalar. "Também iremos contar com equipamentos mais sofisticados", assegurou o gestor.

Recepção do Gonzaguinha do José Walter.
Legenda: Recepção do novo Gonzaguinha do José Walter.
Foto: Divulgação/Prefeitura de Fortaleza

Atendimento humanizado

A secretária municipal da Saúde (SMS), Ana Estela, ressaltou que o Gonzaguinha do José Walter deve, agora, priorizar partos humanizados. "Não foi apenas triplicar o número de leitos, trouxemos para cá toda uma visão de assistência qualificada", afirmou a gestora.

Para isso, foi ampliado em 312% o número de salas Pré-parto, Parto e Pós-parto (PPPs) do hospital, o que vai possibilitar à unidade hospitalar fazer 730 partos por mês e não somente 177, como antes.

As estruturas têm camas hospitalares elétricas retráteis, o que deve permitir à gestante decidir sobre a melhor posição do parto. Além disso, as salas têm berço, equipamentos que auxiliam no trabalho de parto e painel eletrônico.

Gonzaguinha de Messejana

O próximo hospital da rede municipal a ser reformado por completo é o Gonzaguinha de Messejana, segundo anunciou a Prefeitura no início do mês passado.

A previsão do executivo municipal é desativar a unidade neste mês para dar início às obras em agosto. Pacientes internados serão transferidos para outros hospitais da rede. O Diário do Nordeste entrou em contato com a SMS para saber exatamente quando será o fechamento e aguarda retorno.

Recentemente, na última terça-feira (28), o Conselho Regional de Medicina do Ceará (Cremec) protocolou, na Justiça Federal, uma ação civil pública contra o fechamento do Gonzaguinha de Messejana e pedindo que a Prefeitura execute a obra por etapas, evitando a suspensão completa dos atendimentos.