Dupla de ciclistas quase é atingida por raio em Iguatu; veja vídeo

Um deles conseguiu filmar o momento exato que a descarga elétrica atinge o chão

Escrito por Carol Melo, carolina.melo@svm.com.br

Ceará
Imagem mostra momento que raio atinge solo em Iguatu
Legenda: Ambos integram o grupo de ciclismo Pedal Cristão
Foto: reprodução

Uma dupla de ciclistas quase foi atingida por uma descarga elétrica na Zona Rural de Iguatu, na última quinta-feira (24). Nenhum deles se feriu no episódio. O porteiro Denilson Silva conseguiu filmar o momento exato que o raio atingiu o solo.

Nas imagens, o homem registrava a paisagem do trajeto entre a cidade e o distrito de Suassurana. Ao fundo da vegetação, é possível observar que o céu apresentava nuvens carregadas. Poucos segundos após o início da gravação, ele e o amigo são surpreendidos por um clarão, seguido de um estrondo

Apesar do susto, o ciclista relata que os dois não se feriram na ocasião, então optaram por não procurar atendimento médico após o episódio. "A gente não caiu, nem foi atingido pela descarga elétrica. A gente levou apenas um choquezinho na mão, mas não sei se foi por conta do susto", detalha ao Diário do Nordeste

Segundo Denilson Silva, essa foi a primeira vez que pode observou uma descarga elétrica de perto. Ele acredita que o fenômeno atingiu o solo a cerca de 150 a 200 metros de distância dele. 

"O sentimento que a gente sentiu na hora foi medo, não tem outra palavra para descrever. Logo após, o sentimento era de gratidão, por que [o raio] não chegou a nos atingir."  
Denilson Silva
Porteiro

Clima mudou de repente

Apesar do vídeo indicar um céu fechado com nuvens escuras, o porteiro explica que quando saiu em direção a zona rural, o cenário era outro: céu limpo e sem sinais de que haveria alguma precipitação. No entanto, ao retornar para a cidade foi surpreendido pela descarga elétrica.

"Tenho o costume de fazer trajetos de bicicleta, mas não com tempos assim. Quando a gente saiu de casa para poder ir pedalar o tempo estava aberto, não tava clima para chuva. Então saímos sem medo", detalhou.

Após o susto, a dupla tentou encontrar abrigo para fugir da tempestade elétrica. No entanto, quando chegaram ao local o clima estava mais calmo e os dois decidiram seguir para a zona urbana. "Nosso único pensamento era chegar em casa", conta. 

Conforme o Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE), durante o período de chuvas intensas a população deve evitar andar de bicicleta, assim como conduzir motocicletas, carros sem capota (conversíveis) ou cavalos. 

"Os raios são muito perigosos, podem causar lesões e até serem fatais. Embora as chances de atingir uma pessoa sejam pequenas, a incidência desses acidentes é grande", informou a corporação. 

Cuidados com raios

O primeiro passo ao perceber um temporal, conforme a autoridade militar, é evitar locais abertos e descampados, além de evitar proximidade com estruturas metálicas, como cercas de arame, varais metálicos, linhas férreas, torres de telefonia e outras estruturas que possam atuar como condutoras da descarga elétrica.

"Caso não haja nenhum abrigo por perto, fique agachado, com os pés juntos, até a tempestade passar e não deite no chão. Se estiver na praia, rio, lago ou piscina orientamos que retire-se imediatamente." 
Aluízio Souza Freitas
Major do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará

O Corpo de Bombeiros ainda esclarece que mesmo dentro de uma residência é necessário manter cuidados redobrados para evitar raios. 

"As pessoas devem manter distância de janelas, canos, portas, espelhos e outros materiais metálicos, além disso a população é orientada, também, a afastar-se de tomadas elétricas. Os bombeiros ressaltam ainda que nunca utilizem equipamentos ou eletrodomésticos plugados na tomada, como aparelhos celulares e computadores."

O que fazer em caso de choque elétrico

Os profissionais do CBMCE orientam que caso uma pessoa seja atingida por uma descarga elétrica, ela não deve ser tocada diretamente. O recomendado é que a chave geral da energia seja desligada; caso o interruptor não seja localizado, o indicado é procurar um pedaço de madeira ou qualquer material não-condutor de eletricidade para que a vítima seja afastada da fonte de energia. 

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) deve ser acionado imediatamente, por meio do telefone 192.

“Caso a vítima esteja desacordada, orientamos que seja iniciado uma massagem cardiorrespiratória e ligue em algum desses números 190, 193 ou 192. Se a vítima estiver sem respiração ou agonizando para respirar, orientamos que deite a vítima de costas, numa superfície rígida; posicione seus braços estendidos, com os dedos entrelaçados no centro do tórax da vítima, entre os mamilos. Utilize o peso do seu corpo e inicie compressões torácicas de forma rápida e forte, a manobra deve ser efetuada com frequência de 120 compressões por minuto e permita o retorno total da parede torácica da vítima. Não interrompa as manobras de RCP até a chegada do socorro”, detalha o major. 

VCrepórter 

Presenciou um fato importante que merece virar notícia? Tem um vídeo ou uma foto? A sua sugestão ou denúncia pode virar uma matéria no Diário do Nordeste. Envie para o nosso WhatsApp (85) 99969-0752. Clique aqui para já mandar uma mensagem