Em "A Dona do Pedaço", Juliana Paes vive mulher batalhadora: "Espírito aguerrido do povo brasileiro"

Juliana Paes volta às novelas depois do furação Bibi Perigosa para encarnar Maria da Paz. Atriz é a protagonista de “A Dona do Pedaço”, trama das 21h que estreia nesta segunda-feira (20), na Globo

Legenda: Em São Paulo, Maria da Paz recomeça a vida vendendo bolos nas ruas da megalópole
Foto: Globo / João Miguel Júnior

Esqueça o termo “mocinha da novela das 8” para se referir à protagonista de “A Dona do Pedaço”, trama que estreia nesta segunda-feira (20), às 21 horas, na Globo. O termo popular antiquado está anos-luz de Maria da Paz.

Apesar de a personagem ter traços românticos e ingênuos, responsáveis por já haver comparações com Julieta, de Shakespeare, ela está muito mais próxima de ícones da dramaturgia como as inesquecíveis Marias do Carmo, vividas por Regina Duarte, em “Rainha da Sucata”, e Susana Vieira, em “Senhora do Destino”. 

Caso a memória televisiva não seja tão elástica assim, é possível encontrar facilmente semelhanças em mulheres da vida real, explica a intérprete de Maria da Paz, Juliana Paes. “Não quero parecer pedante, mas depois que entendi a força do título da novela personificado numa personagem, senti uma identificação forte, pois ela tem um espírito batalhador, aguerrido do povo brasileiro; é a dona do pedaço que existe em cada um de nós, principalmente nas mulheres”.

Em entrevista exclusiva ao Verso, a atriz revela que percebe a própria trajetória retratada por meio da personagem. “Essa história é bonita, e eu tenho um pouco dela na minha vida, na da minha família, enfim, todo mundo já viveu um pouco isso”, conta. “Ela representa pessoas que, por alguma situação, tiveram que abrir mão de algo para poder conquistar seus objetivos, ganhar a vida sem medo de enfrentar o trabalho. Que acreditam que trabalhar, pegar no batente, independentemente do trabalho, não é vergonha”.

Amor impossível 
A trama - escrita por Walcyr Carrasco e com direção artística de Amora Mautner e direção geral de Luciano Sabino - é ambientada na década de 1990, na fictícia cidade do interior de Espírito Santo, Rio Vermelho. 

Lá, duas famílias de justiceiros disputam o comando dos negócios na região: os Ramirez e os Matheus. Da rivalidade cultivada ao longo de gerações surge o amor improvável de Maria da Paz e Amadeu (Marcos Palmeiras). O casal decide viver esse romance e um pacto de paz é proposto entre os dois lados. 

Legenda: Maria da Paz é casada com Amadeu (Marcos Palmeiras)
Foto: Globo / João Miguel Júnior

No entanto, ele é atingido por um misterioso tiro no dia do casamento e, após a tragédia, a família de Amadeu promete vingança. Ameaçada de morte, Maria da Paz não pode continuar a morar na cidade e com a ajuda da mãe Evelina (Nívea Maria) e do Padre (Fernando Eiras) foge sozinha para São Paulo. 

Ela consegue abrigo na casa de Marlene (Suely Franco), prima do sacerdote, no bairro do Bixiga, e começa uma nova vida. Depois de algum tempo, recebe a notícia de que o amado está morto, sem saber que se trata de uma mentira arquitetada entre as matriarcas das duas famílias. Além do baque com a nova realidade e da tristeza por achar que nunca mais verá Amadeu, a protagonista ainda se vê grávida e sem emprego. 

Recomeçar sozinha 
Quando tudo parece sem perspectiva, Maria da Paz encontra forças no novo vizinho Eusébio (Marco Nanini), que a incentiva a vender bolos como forma de sustento. Ela mergulha no trabalho e, 20 anos depois, transforma-se em dona de uma rede de doceria. “Tive aulas de confeitaria para compor a personagem. Eu já sabia o básico e com as aulas, aprendi várias dicas: quebrar o ovo com uma mão só, colocar uma colher de creme de leite no brigadeiro para aumentar a cremosidade, usar o papel toalha para untar a forma. Aprendi a fazer um bolo de abacaxi maravilhoso, mas o meu favorito é o bolo de banana”, conta Juliana e se diverte ao falar sobre a pouca intimidade com a gastronomia. “Eu vou à cozinha para fazer o que gosto de comer. Quando vou é para fazer doces” . 

Sobre o colega de cena , Marcos Palmeiras, Juliana é só elogios. “ Nós nos divertimos à beça. Ele é generoso e sensível, sabe ouvir o colega. É muito gostoso trabalhar com ele”. Essa é a primeira vez que os dois formam um par romântico em novelas. Antes disso já haviam contracenado em “Celebridade” e no episódio “A Justiceira de Olinda”, da série “As Brasileiras”.

Feminismo 
Juliana conta que tem criado as nuances da personagem com base no empoderamento feminino. Para compor o papel, ela tem buscado inspiração lendo biografias de mulheres fortes como Michelle Obama, ex-primeira-dama dos Estados Unidos e figura proeminente em causas sociais, raciais e de gênero. 

"Acho que o Walcyr (Carrasco) foi muito feliz ao criar essa personagem porque ela vai conversar com todas as mulheres que são donas de si, que são a razão do próprio sucesso. Mulheres que passaram por dificuldades, mas mesmo assim construíram sua própria história. Que não têm medo do trabalho e de enfrentar a vida”.

A atriz considera Maria da Paz a personagem que mais se assemelha a ela desde que iniciou a carreira na televisão, na novela “Laços de Família”, há quase duas décadas.

“É a mais parecida comigo, na essência e na formação. Nesse sentido, e justamente por isso, é maior o desafio. Temos a mesma energia de gostar das pessoas, de chegar e contagiar positivamente”.

Fora dos estúdios
Polivalente, Juliana não descuida da educação dos filhos Pedro, de 8 anos, e Antônio, de 5 anos, diante da rotina apressada das gravações da nova novela. “Meus pais me deixavam de castigo e tinham dificuldade de demonstrar afeto. Eu já consigo balancear esses dois pilares do castigo e afeto. E tento responder aos meus filhos as perguntas que me fazem. Dia desses, por exemplo, me perguntaram o que era alma”. 

Saiba mais sobre os personagens 
Dulce (Fernanda Montenegro): 

Legenda: Fernanda Montenegro interpreta Dulce
Foto: Globo/João Miguel Júnior

Avó de Maria da Paz (Juliana Paes), ela é a matriarca dos Ramirez. É ela quem ensina a neta a fazer bolos e devido a essa ligação profunda permite o casamento com Amadeu (Marcos Palmeira), herdeiro dos Matheus, família rival. 

Josiane (Agatha Moreira):

Legenda: Agatha Moreira interpreta Josiane
Foto: Globo / João Miguel Júnior


Filha de Maria da Paz e Amadeu, ela é inofensiva perto da mãe, mas inescrupulosa longe dela. Cheia de ganância, é capaz de fazer de tudo para realizar o sonho de ser uma famosa digital influencer, assim como Vivi (Paolla Oliveira).

Amadeu (Marcos Palmeira):

Legenda: Marcos Palmeira interpreta Amadeu
Foto: Globo / João Miguel Júnior

Filho de Nilda (Jussara Freire) e Miroel (Luiz Carlos Vasconcelos). Homem pacífico, não tem pretensão de levar à frente a briga com os Ramirez. Depois de levar um tiro no dia do casamento, passa meses em recuperação e casa-se com Gilda (Heloísa Jorge).  

Linda (Rosamaria Murtinho):

Legenda: Rosamaria Murtinho interpreta Linda
Foto: Globo / João Miguel Júnior

Professora aposentada, é mãe de Beatriz (Natália do Vale) e avó de Vivi (Paolla Oliveira). Vive atormentada com medo que a filha termine o casamento com Otávio (José de Abreu). Por isso, encobre os casos extraconjugais do genro. 

Régis (Reynaldo Gianecchini):

Legenda: Reynaldo Gianecchini interpreta Régis
Foto: Globo / João Miguel Júnior

Marido de Maria da Paz, ele se casou para ter uma boa vida proporcionada pela riqueza acumulada pela mulher durante anos de trabalho. Ao longo da história, vai se envolver com Josiane (Aghata Moreira), a filha da própria esposa. 

Cornélia (Betty Faria):

Legenda: Betty Faria interpreta Cornélia
Foto: Globo / João Miguel Júnior

Casada com Chico (Tonico Pereira) e mãe de Eusébio (Marco Nanini). Despachada e engraçada, é uma imigrante da roça e mora nas ruas de São Paulo com o filho e a família. Vive em confronto com a nora Dorotéia (Rosi Campos). 

Zenaide (Maeve Jinkings):

Legenda: Maeve Jinkings interpreta Zenaide
Foto: Globo / João Miguel Júnior

Filha de Ademir (Genézio de Barros) e Evelina (Nivea Maria) e irmã de Maria (Juliana Paes). Casa-se com Hélcio (Dionísio Neto) e vive um drama ao ter separadas as filhas Fabiana (Maria Clara Baldon/Nathalia Dill) e Virgínia (Duda Batista/ Paolla Oliveira). 

Kim (Monica Iozzi):

Legenda: Monica Iozzi interpreta Kim
Foto: Globo / João Miguel Júnior

Empresária em redes sociais, administra a carreira das influenciadoras digitais Vivi (Paolla Oliveira) e Josyane (Agatha Moreira). Cheia de atitude, mostrará suas garras ao se apaixonar por Márcio (Anderson Di Rizzi). 

Sílvia (Lucy Ramos):

Legenda: Lucy Ramos interpreta Sílvia
Foto: Globo / João Miguel Júnior

Irmã de Gilda (Heloísa Jorge) e namorada de Márcio (Anderson Di Rizzi),gerente da rede de confeitarias de Maria da Paz (Juliana Paes). Professora de inglês, morou nos Estados Unidos durante um período. É leve, cativante e humilde. 

Gladys (Nathália Timberg):

Legenda: Nathália Timberg interpreta Gladys
Foto: Globo / João Miguel Júnior

Matriarca de uma família de milionários falidos, ela vive para contornar os problemas dos filhos, o golpista Régis (Reynaldo Gianecchini), casado com Maria da Paz e a frágil Lyris (Deborah Evelyn), que passa por dificuldades no casamento.

Evelina (Nivea Maria):

Legenda: Nívea Maria interpreta Evelina
Foto: Globo / João Miguel Júnior

Casada com Ademir (Genézio de Barros), ela é mãe de Maria da Paz e Zenaide (Manu Fernandes/ Maeve Jinkings).Mulher humilde, vai sofrer a rejeição da neta Josiane (Agatha Moreira). Ao chegar em São Paulo se aproximará de Antero (Ary Fontoura). 

Lyris (Deborah Evelyn):

Legenda: Deborah Evelyn interpreta Lyris
Foto: Globo / João Miguel Júnior

Esposa do empresário Agno (Malvino Salvador), a personagem enfrenta crise no casamento após mais de vinte anos de matrimônio. Na terceira fase da trama o casal deve se envolver em relacionamento afetivo com o jovem Rocky (Caio Castro).


Categorias Relacionadas