Chá de camomila: saiba para que serve e como fazer

Infusão da planta é associada a benefícios como auxílio no sono tranquilo, na pele e até nos cabelos

Escrito por Mylena Gadelha, mylena.gadelha@svm.com.br

Ser Saúde
Xícara e bule de chá com folhas de camomila
Legenda: Chá de camomila é feito a partir da planta Matricaria chamomilla L.
Foto: Shutterstock

Quem nunca tomou um pouco de chá de camomila antes de dormir para ajudar no sono ao longo da noite? No Brasil, esse é um hábito comum nas mais diversas regiões do país, já que as flores secas da planta podem ser encontradas facilmente em mercados e hortas.

No entanto, o benefício em um sono tranquilo não é o único que salta aos olhos de quem gosta do chá em questão. Cientificamente chamada de Matricaria chamomilla L., a planta que dá origem à infusão é comumente lembrada pela propriedade antioxidante.

Benefícios e propriedades

Para a nutricionista Jamile Tahim, o chá de camomila pode ser usado tanto para a ingestão como para uso externo em bochechos, na pele ou até mesmo nos cabelos. Nesse sentido, ela explica, diversas ações terapêuticas se beneficiam da infusão.

Entre as propriedades do chá, por exemplo, estão os compostos fenólicos e ácidos orgânicos, ácidos fenólicos, flavonoides, polifenóis e óleos essenciais. São eles os responsáveis por conferir os efeitos terapêuticos, em especial, de atividade antioxidante e anti-inflamatória.

Flores secas de camomila
Legenda: Flores secas da camomila são facilmente encontradas para utilização em chás
Foto: Shutterstock

"Entre os efeitos terapêuticos evidenciados estão a atividade anti-inflamatória, antisséptica e antiespasmódica, que combate espasmos da musculatura lisa, no trato gastrointestinal, utilizado para auxiliar o tratamento de gastrite, úlceras e manejo na síndrome do intestino irritável", pontua Tahim. 

Os benefícios, inclusive, não param por aí. A história comum de que o chá pode ajudar no sono pode ter origem no fato de que ele funciona, em alguns casos, como ansiolítico e sedativo leve. Segundo a nutricionista, ele consegue ser indicado em distúrbios de ansiedade generalizada e depressão. 

Outros órgãos também acabam recebendo a atividade benéfica da planta utilizada para formar o líquido. "Ele também possui efeito hepatoprotetor, protegendo a saúde do fígado, e atividade imunomodulatória, que faz esse reforço imunológico", continua Jamile. 

Veja outros benefícios do chá de camomila:

  • Possui ação anti-inflamatória e antimicrobiana como coadjuvante ao tratamento de afecções da cavidade oral (gengivite e mucosite);
  • Tem capacidade cicatrizante com efeito antioxidante;
  • Auxilia em distúrbios de ansiedade generalizada como ansiolítico e sedativo leve;
  • Ajuda no tratamento de gastrite, úlceras e na síndrome do intestino irritável;
  • Protege a saúde do fígado;
  • Tem influência positiva na atividade imunomodulatória do corpo.

Emagrece?

Conforme as explicações da nutricionista, assim como outros chás, o de camomila pode ser um aliado na perda de peso. Ainda assim, Jamile Tahim explica, ele não pode ser usado como o único fator na busca desse objetivo.

"Ele pode ser uma importante estratégia se associado a um estilo de vida saudável, uma vez que agrega efeito antioxidante por sua ação contra radicais livres por meio dos seus princípios ativos como flavonoides, compostos fenólicos e taninos", relata a profissional. 

Ajuda na ansiedade?

O chá de camomila, como já citado anteriormente pela nutricionista, possui capacidade de ajudar em transtornos de ansiedade. O uso, no entanto, também deve ser analisado de perto por um profissional especializado no assunto em questão.

"Alguns estudos descrevem esses efeitos ansiolítico e sedativo leve devido à presença do flavonoide apigenina. Ele age na modulação de neurotransmissores, por exemplo, ligando-se a receptores cerebrais de GABA (ácido gama-aminobutírico) considerado regulador inibitório do sistema nervoso central" diz Jamile.

Flores de camomila
Legenda: A camomila tem nome científico de Matricaria chamomilla L., da família Asteraceae
Foto: Shutterstock

São essas propriedades os fatores responsáveis por promover relaxamento, redução da ansiedade e melhora significativa na qualidade do sono. 

Pressão arterial

Se o medo é de que o chá possa afetar diretamente no aumento da pressão arterial, os ensaios científicos apontam para o contrário.

"Fala-se sobre a redução da pressão arterial por meio da ação de reduzir a reabsorção de água e eletrólitos como o sódio, impactando de forma preventiva na diminuição da frequência cardíaca, pressão arterial sistólica e pressão arterial diastólica", reforça a nutricionista.

Quais as contraindicações

Assim como ocorre com outas infusões, o chá de camomila também possui contra indicações. "Indivíduos com alergia ou hipersensibilidade a plantas da família Asteraceae não podem utilizar o chá. A literatura também descreve possíveis interações medicamentosas com varfarina, estatinas e contraceptivos orais", alerta Jamile Tahim.

Alerta para grávidas

Até então, não existem evidências suficientes para apontar o chá de camomila como inseguro para gestantes e lactantes. Mesmo assim, o alerta é válido, já que existem evidências concretas de contraindicação pela atividade emenagoga, capaz de provocar menstruação ou sangramento, além de relaxante da musculatura lisa.

Chá de camomila e flores ao redor
Legenda: Chá de camomila não pode ser ingerido por bebês
Foto: Shutterstock

Dessa forma, como o uso é desaconselhado, também é importante saber que os bebês não podem consumir o chá de camomila, com o cenário ideal sendo sempre o aleitamento materno até os seis meses de idade. 

Quem tem gastrite pode tomar?

Já quem possui problemas como gastrite ou úlcera, a notícia é tranquilizadora: o chá de camomila pode até mesmo auxiliar no tratamento destes problemas.

Nesses casos, as atividades anti-inflamatória, antisséptica e antiespasmódica são importantes para a indicação profissional no combate aos sintomas dessas doenças.

Cachorros podem tomar?

Segundo profissionais veterinários, o chá de camomila, se não administrado abundantemente, pode servir como um calmante natural para cães.

Além disso, ele também é utilizado para diminuição de cólicas, inflamações ou problemas digestivos. Ainda assim, vale lembrar, o profissional responsável pelo acompanhamento da saúde do animal deve ser consultado nesse quesito.

Na pele e no cabelo

Na pele, por exemplo, o efeito da camomila é conhecido pela capacidade calmante e hidratante, essencial para aqueles que possuem características de peles mais sensíveis ou ressecadas.

No cabelo, não muito diferente, o uso pode ter saldo positivo. "Em pH ideal e associado a diferentes princípios ativos, a camomila pode ajudar no efeito de clareamento natural através da ligação química entre seus compostos bioativos e às fibras de queratina, promovendo efeito antioxidante", aponta Jamile Tahim.

Como fazer o chá de camomila

Ingredientes:

  • 2 colheres de chá de flores secas de Camomila;
  • 250 ml água.

Modo de fazer:

  • Acrescentar as 2 colheres de chá de flores secas da camomila em 250 ml de água;
  • Deixar ferver e, após isso, tapar o recipiente, deixar repousar durante cerca de 10 minutos;
  • Coar o líquido, que já está pronto para ser consumido, podendo adoçar normalmente ou com mel. 

*Jamile Tahim é nutricionista, graduada em Nutrição pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR), mestranda em Nutrição em Saúde pela Universidade Estadual do Ceará (Uece), especialista em Nutrição Clínica e Fitoterapia Aplicada, além de especialista em Nutrição em Nefrologia.