Sem operar na fase 4 da retomada, mais de 500 academias correm o risco de fechar as portas no Ceará

O número representa 30% do total de negócios deste setor em funcionamento no Estado, segundo o sindicato

Após o governador Camilo Santana afirmar, em entrevista ao Sistema Verdes Mares na manhã desta quarta-feira (15), que as academias não devem reabrir na quarta fase do Plano de Retomada Responsável das Atividades Econômicas e Comportamentais conforme previa o cronograma, o Sindicato das Empresas de Condicionamento Físico do Estado do Ceará (Sindfit-CE) emitiu nota de repúdio e teme que os estabelecimentos não consigam se reerguer e fechem definitivamente. 

De acordo com a presidente da entidade, Juliana Sá, a estimativa é que mais de 30% dos estabelecimentos no Estado fechem definitivamente com a previsão de reabertura no dia 20 de julho. "Sem uma previsão de quando poderemos voltar, pode aumentar", detalha. O número representa 534 estabelecimentos das 1.780 academias no Ceará.

"O Sindfit-CE lamenta que as academias tenham sido enquadradas junto com setores de entretenimento na fala do representante do Governo do Ceará, quando, na realidade, as academias são um setor que promove saúde e bem-estar, devendo ser reconhecidas como essenciais para a população", diz Juliana.

Ela afirma que o setor possui todos os protocolos utilizados em países que já reabriram as academias. "Nós enviamos todos esses protocolos para o governo, fizemos várias apresentações e não houve sensibilização".

Práticas individuais ao ar livre

Na terceira fase do plano, que começou a ver no dia 5 deste mês, foi autorizada a prática individual de atividades físicas em espaços públicos, como praias e calçadões, mas sem aglomeração. Com isso, atletas amadores e profissionais puderam voltar às atividades como caminhada, corrida e ciclismo nesses locais.

Atualização às 18h43 de 16/07/2020: A primeira versão desta matéria usou imagem não identificada da Academia R2. Assim como não foi mencionado no texto, o estabelecimento ressaltou que não corre o risco de encerrar as atividades. A Academia R2 informou ainda, por nota, que seguirá rigorosamente os protocolos para quando os alunos retornarem.​ 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios