Salário mínimo ideal em janeiro é de R$ 5.997,14, diz Dieese

A estimativa leva em consideração os gastos básicos com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência

Escrito por Carolina Mesquita,

Negócios
Legenda: O valor do salário mínimo vigente, atualmente, é de R$ 1.212
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A contínua escalada nos preços dos produtos e serviços em geral tem deteriorado o poder de compra das famílias. A elevação nos valores, por outro lado, não tem sido acompanhada em mesmo ritmo que o reajuste salarial no País.

Dessa forma, a remuneração mínima para garantir as despesas básicas com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência deveria ser de R$ 5.997,14.

O valor, calculado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), é quase cinco vezes o salário mínimo vigente atualmente, de R$ 1.212.

Peso da alimentação

Tendo aumentado 4,89% em janeiro, a cesta básica em Fortaleza alcançou o preço médio de R$ 607,35, o que representa cerca de 54,17% do salário mínimo líquido, ou seja, após o desconto da Previdência Social.

Considerando o tempo de jornada, um trabalhador que recebe a remuneração mínima precisou dedicar 110 horas e 15 minutos de sua carga horária mensal para receber o suficiente para a compra de uma cesta básica.

O Dieese ainda calculou que o gasto mensal com alimentação de uma família formada por dois adultos e duas crianças na Capital alcança a cifra de R$ 1.822,05.