'Prévia do PIB' sobe 9,47% no 3º trimestre ante três meses anteriores, com ajuste

O BC informou ainda que o IBC-Br acumulou baixa de 3,00% no acumulado de julho a setembro de 2020

Legenda: A projeção atual do Banco Central para a atividade doméstica em 2020 é de retração de 5,0%
Foto: Agência Brasil

Com o quinto mês consecutivo de melhora na atividade econômica, o Banco Central informou nesta sexta-feira (13) que seu Índice de Atividade (IBC-Br) registrou alta de 9,47% no acumulado do terceiro trimestre de 2020 - meses de julho a setembro -, na comparação com o trimestre de abril a junho, pela série ajustada sazonalmente.

O BC informou ainda que o IBC-Br acumulou baixa de 3,00% no acumulado de julho a setembro de 2020 ante o mesmo período de 2019, pela série sem ajustes sazonais.

Conhecido como uma espécie de "prévia do BC para o PIB", o IBC-Br serve mais precisamente como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses.

A projeção atual do BC para a atividade doméstica em 2020 é de retração de 5,0%. Este cálculo foi divulgado por meio do Relatório Trimestral de Inflação (RTI) de setembro.

> Setor de serviços avança 1,8% em setembro, diz IBGE

No Relatório de Mercado Focus divulgado pelo BC na última segunda-feira (9) a projeção é de queda de 4,80% do PIB em 2020. O Focus reúne as projeções dos economistas do mercado financeiro.

Revisões

O Banco Central revisou nesta sexta dados de seu IBC-Br na margem, na série com ajuste. O IBC-Br de agosto foi de +1,06% para +1,39%. O indicador de julho passou de +3,71% para +3,77%.

Com a revisão, o IBC-Br de junho foi de +5,33% para +5,38%. Já o índice de maio foi de +1,68% para +1,67%, enquanto o índice de abril passou de -9,27% para -9,23%.

No caso de março, o índice foi de -5,93% para -5,89%. O dado de fevereiro passou de +0,41% para +0,40%.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados