Prazo para adesão ao Ceará Credi é prorrogado até o dia 18 de fevereiro

Até o momento, 22 prefeituras já se inscreveram para ampliar o número de postos do programa de Microcrédito Produtivo

Escrito por Redação,

Negócios
Legenda: O Ceará Credi oferece empréstimos para pequenos negócios em todo o estado
Foto: Pexels

A Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) prorrogou o chamamento público de prefeituras para a ampliação dos postos de atendimento do programa de Microcrédito Produtivo (Ceará Credi). Neste ano, o Ceará Credi terá a disposição R$ 110 milhões, com a estimativa de atender mais de 40 mil novos negócios no estado.

Para se inscrever, os municípios interessados devem enviar e-mail para cearacredi@adece.ce.gov.br até o dia 18 de fevereiro. O Edital de prorrogação e o modelo do termo de adesão podem ser encontrados no site oficial da Adece.

“A parceria com as prefeituras é de fundamental importância, pois um dos nossos principais desafios está na capacidade de massificar e interiorizar o alcance do programa com muito mais eficiência no estado e assim dar o suporte necessário para a população mais vulnerável em um momento de recuperação econômica”, explica o presidente da Adece, Francisco Rabelo. 

Até o momento, 22 prefeituras aderiram à parceria por meio do chamamento público. De acordo com a diretora de economia popular e solidária da associação, Silvana Parente, os recursos não serão repassados diretamente às prefeituras, mas a parceria será formalizada por meio de um termo de cooperação para uma maior estruturação do programa.

“A proposta para as prefeituras é que elas disponibilizem uma sala equipada e ao menos um agente administrativo remunerado e capacitado para atender em conjunto com o agente de crédito. Com isso, vamos acelerar bastante o programa e aumentar a presença local em todos os municípios”, diz

Ceará Credi

Lançado em abril de 2021 pelo Governo do Ceará, o Ceará Credi é um programa de microcrédito produtivo que como objetivo ampliar oportunidades de trabalho e renda por meio da disponibilização de microcrédito produtivo orientado, capacitação empreendedora e educação financeiras em comunidades urbanas e rurais do Ceará.

O programa oferece empréstimos de R$ 500,00 a R$ 5 mil para empreendedores e trabalhadores autônomos, formais e informais e agricultores familiares.

Um total de 112 agentes de crédito distribuídos em 56 postos já atuam no programa. Até o final do ano passado, o programa já havia atendido mais de 18 mil pequenos negócios no Estado, em cinco meses de operação.