Novo decreto libera funcionamento de academias aos fins de semana

Permissão vale somente para a prática de atividades físicas individuais e por agendamento. Para setor, flexibilização alivia, mas é necessária maior abertura

Prática passa a ser permitida somente de forma individual e por agendamento.
Legenda: Prática passa a ser permitida somente de forma individual e por agendamento.
Foto: Camila Lima

Em novo decreto que define as regras do isolamento social no Ceará, publicado neste sábado (1º) no Diário Oficial do Estado (DOE) academias foram autorizadas a voltar a funcionar, também, aos fins de semana.

A permissão, porém, demanda que a prática de atividade física seja individual e por agendamento, observados todos os protocolos de biossegurança.

Segundo o documento, o funcionamento das academias está autorizado de segunda a sexta-feira entre 6h e 18 horas e, aos fins de semana, até 15 horas — podendo ser até 17 horas se a academia for localizada em shopping.

Além disso, os estabelecimentos devem respeitar a capacidade máxima de 25% de atendimento simultâneo a clientes.

Atividades físicas

Desde que agendadas, estão liberadas também as atividades físicas e esportivas individuais em academias de condomínios, hotéis e resorts. Estão proibidos o uso de quadras e campos para esportes coletivos (com mais de três pessoas) e o de piscinas, bem como o serviço de restaurantes, também, em áreas de piscinas. 

Também está liberado o uso de espaços públicos abertos para a prática de atividade física e esportiva individual, vedada a prática esportiva coletiva.

Expectativa de mais ampliação

A abertura dos estabelecimentos aos fins de semana é vista como um grande avanço pela diretora do Sindicato das Empresas de Condicionamento Físico do Estado do Ceará (Sindifit-CE), Sasha Reeves. Ela pondera, entretanto, que as restrições de horário continuam impactando severamente o funcionamento das empresas do setor.

"As academias elas funcionam em horários fora de pico, ou muito cedo da manhã, ou após o horário comercial de trabalho das pessoas", explica Reeves. Segundo ela, seria necessário manter os estabelecimentos abertos até pelo menos as 20 horas para alcançar o público necessário.

A presidente do Conselho Regional de Educação Física da 5º Região (CREF5-CE), Andréa Benevides reforça a avaliação destavando que "nem todos os usuários estão tendo acesso devido à limitação de tempo e ocupação".

Para o próximo decreto, que deve ser divulgado no fim da próxima semana, a representante antecipa que o setor aguarda "maior flexibilização de horário".

"O CREF5-CE já enviou ofício ao governo do Estado pedindo liberação das atividades a partir das 5h30 até às 20h"
Andréa Benevides
Presidente do CREF5-CE

Essas mudanças, ainda segundo Andréa, são "viáveis". Na concepção da presidente do Conselho, a reabertura das academias, ocorrida no último dia 26 de abril, "mostrou que os espaços estão aptos a atender todos os protocolos de segurança".

Andréa reforça ainda que essa abertura é vital para que os empresários do setor se restabeleçam. 

O presidente da Associação Cearense de Personal Trainers (Acept), Rennê Mazza, também aprovou a liberação das atividades nos finais de semanas, mas endossa a avaliação da presidente do CREF ao avaliar que a flexibilização poderia ter ido além. 

"Os segmentos de academias e assessorias acreditam que essa abertura [aos finais de semanas] foi importante, é um fôlego para o setor, mas a expansão dos horários também é necessária. Então, esperamos que no próximo decreto isso aconteça, caso não avancemos, será frustrante", pontua Mazza.

Para o representante, a abertura permitida no decreto anterior - com vigência válida a partir do dia 26 de abril - foi "fundamental para mostrar que todos os protocolos foram cumpridos à risca, sem que houvesse aglomeração ou outros incidentes". 

Regras em vigor a partir desta segunda-feira (3): 

  • Academias de ginástica podem funcionar das 6h às 18h;

  • O Ceará continua em isolamento social, com toque de recolher de segunda a sexta-feira das 20h às 5h;

  • Atendimento presencial liberado para café da manhã a partir de 6h em padarias, supermercados e congêneres, valendo também no fim de semana;

  • Comércio de ruas e serviços, como restaurantes e barracas de praia, funcionam das 10h às 16h. Aos fins de semana, o funcionamento será das 10h às 15h;

  • Shoppings, incluindo praça de alimentação, funcionam das 12h às 18h. Aos fins de semana, abrem das 12 às 17h;

  • Toque de recolher, aos fins de semana, das 19h às 5h;

  • Construção civil pode iniciar as atividades a partir das 7h;

  • Atividades físicas individuais podem ser realizadas em espaços públicos e abertos;

  • Aulas presenciais nas escolas estão permitidas até o 9º ano do ensino fundamental;

  • Igrejas e templos podem funcionar com 25% da capacidade, inclusive nos fins de semana.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios