INSS 2022: governo publica portaria que aumenta teto para R$ 7.087

Os novos valores repõem a inflação seguindo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)

Escrito por Redação,

Negócios
INSS
Legenda: 13º salário começa a ser pago em agosto
Foto: Shutterstock

O governo publicou no Diário Oficial da União, nesta quinta-feira (20), a portaria que reajusta os benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que recebem acima do salário mínimo, devem receber até R$ 7.087,22 em 2022, um reajuste de 10,16%. Antes, o valor de teto era de R$ 6.443,57.

O aumento será aplicado integralmente a todos aqueles que já estavam recebendo seus pagamentos em 1º de janeiro de 2021.

No caso de quem ganha o salário mínimo, o valor foi reajustado para R$ 1.212, acompanhando a alta de 10,02% para todos os brasileiros que recebem a remuneração base.

Os valores com reajuste para quem ganha um salário mínimo começam a ser pagos no dia 25 de janeiro para beneficiários com final 1 do NIS (Número de Identificação Social).

Divulgado nesta terça-feira (11), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o novo valor repõe a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a variação de preços para famílias com renda entre um e cinco salários mínimos. 

Reajuste total apenas para quem recebe desde janeiro de 2021

O reajuste de 10,16% é destinado a quem já estava recebendo os pagamentos em 1º de janeiro do ano passado. Desta forma, quem começou a receber ps benefícios do INSS a partir de fevereiro de 2021 terão percentual menor de reajuste porque não receberam 12 meses cheios de pagamentos. Veja abaixo:

  • Até janeiro de 2021: 10,16%
  • Fevereiro de 2021: 9,86%
  • Março de 2021: 8,97%
  • Abril de 2021: 8,04%
  • Maio de 2021: 7,63%
  • Junho de 2021: 6,61%
  • Julho de 2021: 5,97%
  • Agosto de 2021: 4,90%
  • Setembro de 2021: 3,99%
  • Outubro de 2021: 2,75%
  • Novembro de 2021: 1,58%
  • Dezembro de 2021: 0,73%

 

VEJA O CALENDÁRIO DO INSS DE JANEIRO (COM REAJUSTE)

BENEFÍCIOS DE UM SALÁRIO MÍNIMO

  • Final NIS 1: 25/1
  • Final NIS 2: 26/1
  • Final NIS 3: 27/1
  • Final NIS 4: 28/1
  • Final NIS 5: 31/1
  • Final NIS 6: 1/2
  • Final NIS 7: 2/2
  • Final NIS 8: 3/2
  • Final NIS 9: 4/2
  • Final NIS 0: 7/2

 

BENEFÍCIOS ACIMA DO SALÁRIO MÍNIMO

  • Final NIS 1 e 6: 1/2
  • Final NIS 2 e 7: 2/2
  • Final NIS 3 e 8: 3/2
  • Final NIS 4 e 9: 4/2
  • Final NIS 5 e 0: 7/2

 

O reajuste influenciará os seguintes benefícios:

  • Aposentadoria
  • Pensão por morte
  • Auxílio-acidente
  • Auxílio-doença
  • Auxílio-reclusão
  • Benefício assistencial
  • Salário-maternidade
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Como acessar o calendário de pagamento 2022?

As datas dos benefícios estão disponíveis no site do INSS e no aplicativo Meu INSS mediante cadastro prévio do segurado. O calendário completo está disponível em formato PDF. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 135, disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h.

Calendário da prova de vida do INSS

Confira os prazos para cada caso. O bloqueio para todos os beneficiários que não se manifestarem no período acontece em 1º de julho.

  • Até 28 de fevereiro de 2022 — quem tem prova de vida vencida até dezembro de 2020;
  • Até 31 de março de 2022 — quem tem prova de vida vencida entre janeiro e junho de 2021;
  • Até 30 de abril de 2022 — quem tem prova de vida vencida entre julho e agosto de 2021;
  • Até 31 de maio de 2022 — quem tem prova de vida vencida entre setembro e outubro de 2021;
  • Até 30 de junho de 2022 — quem tem prova de vida vencida entre novembro e dezembro de 2021.

Veja como fazer a prova de vida pelo celular no Meu INSS

  • Faça o download do aplicativo Meu INSS e, em seguida, o login; 
  • Uma mensagem avisando que chegou a hora de realizar a prova de vida deve aparecer, com um botão nomeado “Instale o Meu gov.br”; 
  • Clique em “Autorizações”, selecione a pendência e clique em “Autorizar”; 
  • Para tirar a foto, o aplicativo pedirá para utilizar a câmera do celular para tirar fotos e fazer vídeos. Escolha “Permitir”; 
  • O sistema também solicitará uma informação do documento que está no cadastro do governo, como a data de emissão da CNH digital. Informe; 
  • Em seguida, posicione o rosto no centro do círculo na tela do celular. O sistema solicitará que o usuário faça alguns movimentos; 
  • Uma barra azul indicará quantos segundos faltam para a conclusão dos movimentos e, em seguida, a prova de vida será concluída.